São Paulo PF aponta para desvio de recursos da saúde na compra de respiradores para a Covid-19

PF aponta para desvio de recursos da saúde na compra de respiradores para a Covid-19

Segundo a polícia, equipamentos foram pagos pela União e eram proibidos pela Anvisa por ineficiência no tratamento da doença

  • São Paulo | Do R7

Respiradores foram comprados com recursos da União, mas não têm liberação da Anvisa

Respiradores foram comprados com recursos da União, mas não têm liberação da Anvisa

Divulgação / PF

A PF (Polícia Federal) de Santos, no litoral paulista, realiza nesta quarta-feira (31) a Operação Ar Puro, que pretende combater fraudes na compra de respiradores para o tratamento da Covid-19. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão e de prisão na cidade de São Paulo.

Segundo a investigação, os respiradores foram adquiridos com recursos da União, mas se tratava de equipamentos proibidos pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) "por sua comprovada ineficiência no tratamento da doença respiratória causada pelo coronavírus".

Os investigados poderão cumprir penas que variam de 11 a 18 anos de reclusão, além de terem de pagar multa.

Últimas