São Paulo PF de SP apura crime de lavagem de dinheiro do tráfico de drogas

PF de SP apura crime de lavagem de dinheiro do tráfico de drogas

São cumpridos quatro mandados de busca e apreensão na Grande SP, sendo três em Cajamar e um em Santana do Parnaíba

  • São Paulo | Do R7

PF apura crime de lavagem de dinheiro do tráfico internacional de drogas

PF apura crime de lavagem de dinheiro do tráfico internacional de drogas

Divulgação / PF

A PF (Polícia Federal) realiza, na manhã desta terça-feira (2), a Operação Blanched, para aprofundar a investigação que envolve crimes de lavagem de capitais relacionados ao tráfico internacional de drogas.

São cumpridos quatro mandados de busca e apreensão expedidos pela 2ª Vara Federal de Jundiaí, no interior de São Paulo, sendo três na cidade de Cajamar e um em Santana do Parnaíba.

As investigações tiveram início a partir de informações fornecidas pelo COAF (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), que apontaram uma movimentação incomum no valor de R$ 5,2 milhões, entre fevereiro de 2019 e fevereiro de 2020, em uma conta bancária na cidade de Cajamar, na Grande São Paulo.

Os créditos realizados na conta tinham por depositantes empresas já investigadas pela PF por não serem operacionais e terem sido abertas por organização criminosa especializada em lavagem de dinheiro com envolvimento do tráfico internacional de drogas.

As empresas estão registradas como pessoas jurídicas voltadas a serviços de cobrança, agenciamento, bebidas, administração imobiliária, comércio eletrônico e atacadista do setor de alimentos, com sedes nas cidades paranaenses de São José dos Pinhais, Colombo, Foz do Iguaçu, além de Jundiaí.

Alguns dos sócios das empresas identificadas figuram como beneficiários do auxílio-emergencial, o que demonstra incompatibilidade de renda com os valores movimentados.

Até o momento, não foram encontrados documentos, como notas fiscais, que justifiquem os valores movimentados.

A pena prevista para ocultação de capitais pode chegar a 10 anos de prisão. Os materiais apreendidos serão encaminhados para a Delegacia de Polícia Federal em Campinas.

Últimas