São Paulo PM Ambiental faz operação de repressão à fabricação e soltura de balões na capital e Grande SP

PM Ambiental faz operação de repressão à fabricação e soltura de balões na capital e Grande SP

São 13 mandados de busca a serem cumpridos em endereços com denúncias de confecção do artefato e reunião de adeptos à prática

  • São Paulo | Edilson Muniz, da Agência Record

PM Ambiental faz operação de repressão à fabricação e soltura de balões em SP

PM Ambiental faz operação de repressão à fabricação e soltura de balões em SP

Divulgação / Bombeiros de SP

A Polícia Militar Ambiental realiza uma operação de repressão à fabricação e soltura de balões na capital e região metropolitana de São Paulo na manhã desta quinta-feira (26). A ação acontece antes do início das festas juninas.

De acordo com a corporação, são 13 mandados de busca e apreensão a serem cumpridos em endereços com denúncias de confecção de balões e reunião de adeptos à prática.

Ainda segundo a PM Ambiental, o objetivo da ação, primeiramente, é preventivo, para coibir a fabricação do artefato antes que ele esteja pronto para a soltura. A intenção é que sejam apreendidos itens para a fabricação dos balões.

De acordo com a corporação, os grupos de fabricação e soltura marcam os lugares e dias para as confecções por meio de redes sociais, que são monitoradas pelas equipes de inteligência da polícia.

As viaturas deixaram a sede do 1º Batalhão de Polícia Militar Ambiental, na rua Mourão Vieira, na Casa Verde, zona norte de São Paulo, por volta das 6h para dar início às ações.

Segundo o artigo 42 da Lei de Crimes Ambientais é proibido "fabricar, vender, transportar ou soltar balões que possam provocar incêndios nas florestas e demais formas de vegetação, em áreas urbanas ou qualquer tipo de assentamento humano".

A pena para quem comete este tipo de crime é de um a três anos de detenção, multa ou ambas as penalizações.

Últimas