São Paulo PM mata jovem que voltava da praia com a família, diz testemunha

PM mata jovem que voltava da praia com a família, diz testemunha

Moradora de bairro onde rapaz foi morto diz que vítima estava acompanhada da mãe, esposa, filho e amigos quando tentou fugir de abordagem

  • São Paulo | Kaique Dalapola, do R7

Jovem foi morto enquanto fugia da PM em laje de casa

Jovem foi morto enquanto fugia da PM em laje de casa

Reprodução

Um rapaz de 22 anos foi morto a tiros por policiais militares no bairro de Belas Artes, em Itanhaém (litoral de São Paulo), enquanto voltava da praia com a família na tarde desta quarta-feira (15).

Segundo uma testemunha, o jovem estava acompanhado por mãe, esposa, filho pequeno (levado em um carrinho de bebê) e amigos. O rapaz foi morto após uma supostamente tentar fugir de uma abordagem policial por telhados de casas da região.

Leia também: Em 10 meses, policiais militares em serviço mataram 584 pessoas em SP

Ainda de acordo com a testemunha, o rapaz não estava armado e não se sabe o motivo de ele tentado fugir da abordagem policial. 

Procurada pela reportagem, a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo) disse que "os PMs fizeram o acompanhamento para fazer a abordagem, quando o criminoso sacou a arma e fez menção em atirar nos policiais que revidaram".

A pasta disse que o caso foi registrado como morte decorrente de intervenção policial, resistência e desobediência na DIG (Delegacia de Investigações Gerais) da cidade. A suposta arma utilizada pela vítima e as armas dos policiais militares foram apreendidas.

Últimas