São Paulo PM prende dois suspeitos e libera motorista de aplicativo de cativeiro

PM prende dois suspeitos e libera motorista de aplicativo de cativeiro

Colega de trabalho percebeu que carro do rapaz não se movia e procurou a polícia; menor apreendido tem mais de 15 passagens

  • São Paulo | Letícia Assis, da Agência Record

Motorista de app ficou sob a mira de suspeitos por 3 horas na zona leste de São Paulo

Motorista de app ficou sob a mira de suspeitos por 3 horas na zona leste de São Paulo

Edu Garcia/R7 - 16.09.2022

A PM (Polícia Militar) prendeu duas pessoas e liberou um motorista de aplicativo que foi vítima de um sequestro na região do Itaim Paulista, extremo leste de São Paulo, na noite deste sábado (7).

Equipes da 2ª Companhia do 48° Batalhão de Polícia Militar Metropolitano estavam em patrulhamento pela região quando foram abordadas por uma mulher, também motorista de aplicativo, que informou sobre o possível sequestro de seu colega.

Segundo a denunciante, ela e demais motoristas da região possuem um grupo de troca de mensagens para monitoramento e acompanhamento dos trabalhadores da área por conta do aumento dos casos de roubos e sequestros.

Durante a noite, a mulher percebeu que um dos motoristas também em serviço estava parado há longo tempo na mesma rua. Após não ter suas ligações atendidas pelo homem, ela decidiu ir até a Rua Bonfim da Feira, na Jardim Etelvina, onde apontava a localização do celular.

Ao chegar no endereço, a mulher não encontrou o colega. Preocupada, ela se deslocou até a unidade policial mais próxima, mas, no meio do caminho, encontrou uma viatura e relatou o caso. A motorista também chegou a acionar a PM via 190, informando os detalhes do carro do colega.

Com as informações, os agentes passaram a realizar patrulhamento pela região. Na altura da rua Maximiano Brandão, poucos metros da última localização do motorista, os policiais encontraram o carro da vítima, um Nissan Versa preto, com duas pessoas dentro.

Foi dada a ordem de parada, desobedecida pelo condutor, que deu início a uma breve perseguição. Pela rua Maria Amélia de Assunção, ainda no mesmo bairro, a dupla parou o carro e foi alcançada pelas equipes.

Durante a abordagem, os suspeitos relataram aos policiais que haviam localizado o carro na região e decidiram dar uma volta. A dupla negou qualquer envolvimento com o sequestro.

Segundo o soldado Filipe Fernandes, responsável pela ocorrência, os agentes da área já possuíam um conhecimento prévio de um endereço próximo frequentemente utilizado para a realização de cativeiros de sequestro.

As equipes então se deslocaram até o local, onde localizaram em uma área de mata a vítima e cerca de sete criminosos. Com a chegada das viaturas, os integrantes da quadrilha conseguiram fugir, deixando o motorista na mata com as mãos na cabeça.

Em conversa com os policiais, o homem relatou que recebeu uma solicitação de corrida por meio de um perfil de mulher por volta das 20h. Ao chegar no endereço indicado, três homens se apresentaram, falaram o nome da passageira e entraram no veículo.

Após o início da corrida, metros à frente, o trio anunciou o sequestro e rendeu a vítima. O motorista foi obrigado a ir para o banco de trás, onde passou a sofrer ameaças enquanto era levado para o cativeiro.

O homem ainda afirmou que ficou sob mira dos criminosos por cerca de 3 horas. Além das ameaças de morte, o grupo exigiu as suas senhas para a realização de transações bancárias.

Até o momento a vítima não soube informar o valor do prejuízo sofrido. O carro, que é alugado, foi apreendido.

Entre os homens presos durante a abordagem ao veículo, está um adolescente com ao menos 15 antecedentes criminais, e um adulto.

A polícia vai investigar a participação dos demais envolvidos já que a corporação diz acreditar se tratar de uma quadrilha que age na região dos bairros Lageado e Jardim Etelvina.

O caso foi registrado no 50° Distrito Policial do Itaim Paulista.

Últimas