São Paulo PMs que mataram jovem no dia do aniversário em SP são afastados

PMs que mataram jovem no dia do aniversário em SP são afastados

Rogério Ferreira da Silva, de 19 anos, foi morto por policiais militares após parar moto em abordagem. Caso aconteceu na zona sul da capital paulista

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Jovem foi morto pela PM

Jovem foi morto pela PM

Reprodução / Record TV

Os dois policiais militares da Rocam (Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas) que teriam tentado abordar o ajudante Rogério Ferreira da Silva, de 19 anos, na tarde do último domingo (9) foram afastados, de acordo com informações Secretaria de Segurança Pública de São paulo. O jovem foi baleado pelos PMs e morreu.

Imagens de câmera de segurança mostram o momento quando Rogério foi baleado. No vídeo aparece o jovem, que estava em uma motocicleta, acompanhado pelas duas motocicletas da Polícia Militar. O rapaz diminuiu a velocidade e, quando parou, caiu, atingido pelo disparo.

Leia também: "Mataram um inocente", diz mãe de jovem morto em abordagem em SP

De acordo com a versão policial, o jovem estava em uma motocicleta sem placa e teria fugido da abordagem policial. Quando parou o veículo e iria desembarcar, teria colocado a mão na cintura, e os PMs atiraram imaginando que ele pudesse estar armado.

Nas imagens, não é possível ver Rogério fazendo esse movimento com as mãos para a cintura. Nenhuma arma foi encontrada com o rapaz.

O jovem estava fazendo aniversário no dia que foi morto. De acordo com a família, ele havia participado de um almoço preparado pela mãe, mas não teve tempo de cortar o bolo e cantar parabéns. Como de costume, ele foi passear de moto pelo bairro, mas, desta vez, se deparou com policiais da Rocam.

A ocorrência foi registrada no 26° DP (Sacomã), que investiga o caso.

Últimas