São Paulo Polícia encontra explosivos que seriam usados para derrubar ponte que liga SP à Baixada Santista

Polícia encontra explosivos que seriam usados para derrubar ponte que liga SP à Baixada Santista

Homem que teria sido designado para fazer o trabalho informou aos policiais o endereço da chácara onde os materiais estavam 

  • São Paulo | Rodrigo Balbino e Kaic Ferreira, da Agência Record

Explosivos, drogas e armas encontrados em chácara em São Bernardo

Explosivos, drogas e armas encontrados em chácara em São Bernardo

Reprodução/Record TV

A Polícia Civil encontrou em uma chácara localizada no bairro Taquacetuba, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, drogas, armas e explosivos que seriam usados para derrubar uma ponte que liga São Paulo à Baixada Santista. A ação ocorreu por volta das 17h15 de domingo (3), e dois homens foram presos sob suspeita de estarem envolvidos com o crime organizado.

O primeiro suspeito, de 33 anos, procurado da Justiça por homicídio, teria sido recrutado pela facção para instalar os explosivos. Ele se negou a executar a tarefa e, temendo morrer, fugiu da chácara onde estava todo o material.

Ele atravessou uma represa a nado e encontrou uma equipe da GCM (Guarda Civil Municipal). Ao avistar os agentes, o homem se apresentou como procurado da Justiça e pediu para ser levado à delegacia.

Após chegar ao 1° Distrito Policial de São Bernardo do Campo, o suspeito relatou que foi recrutado para a tarefa de explodir a ponte, mas não especificou qual delas nem o motivo.

A investigação acredita que o plano tenha ligação com a prisão ou transferência de algum líder do crime organizado.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Durante seu depoimento, o homem apontou o endereço de uma chácara, onde estava todo o material que seria utilizado para a explosão, além de drogas e armamentos. O local era usado por criminosos como depósito de material ilegal.

Equipes da polícia foram até o endereço e conseguiram prender o responsável pelo imóvel, de 34 anos. Ele foi detido na chegada dos agentes.

Imagens gravadas no local pelas equipes de investigação mostram uma grande quantidade de drogas, armas, munições e balanças de precisão, além de dois rolos de material explosivo, que seria usado para explodir a ponte.

Os policiais também encontraram celulares, computadores e pen drives. De acordo com Kelly Cristina, delegada seccional de São Bernardo do Campo, a polícia pedirá à Justiça autorização para averiguar o conteúdo desse material eletrônico e tentar descobrir o verdadeiro objetivo da quadrilha com os explosivos.

As prisões foram registradas no 1° Distrito Policial de São Bernardo do Campo.

Relógios de luxo e dinheiro: veja itens apreendidos em operação contra o PCC

Últimas