São Paulo Polícia faz operação contra grupo especializado em sequestros para golpe do Pix

Polícia faz operação contra grupo especializado em sequestros para golpe do Pix

São cumpridos 11 mandados de prisão temporária contra os suspeitos no bairro Jardim Elisa Maria, na zona norte de SP

  • São Paulo | Edilson Muniz, da Agência Record

Homens são presos por integrar quadrilha do Pix para extorquir vítimas

Homens são presos por integrar quadrilha do Pix para extorquir vítimas

Reprodução Record TV

A Polícia Civil realiza, na manhã desta terça-feira (8), uma operação no Jardim Elisa Maria, na zona norte de São Paulo, contra suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em sequestros-relâmpago. Três irmãos foram detidos até o momento.

A ação é coordenada pela Divisão Antissequestro do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope) e conta com o apoio do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra), do Grupo Especial de Reação (GER) e do helicóptero do Serviço Aerotático da Polícia Civil (SAT).

De acordo com as investigações, os alvos estão envolvidos em sequestros-relâmpago em que as vítimas são obrigadas a realizar transações via Pix. Além disso, os investigadores apuram o envolvimento dos suspeitos no golpe por meio de aplicativos de relacionamentos.

Estão sendo cumpridos, nesta manhã, 11 mandados de prisão temporária contra os suspeitos na região de uma comunidade no bairro Jardim Elisa Maria, na zona norte de São Paulo. Até o momento, três deles foram localizados e presos. Com um dos homens foi apreendida uma arma de fogo, cuja origem é de uma empresa que fornece segurança ao Banco do Brasil.

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública confirmou que policiais civis da divisão de capturas do Dope realizam a operação para o cumprimento de mandados de prisão e busca e apreensão no combate a quadrilhas que praticam roubos utilizando transferências eletrônicas de valores via Pix. As buscas são realizadas por 70 agentes na região da Brasilândia.

Últimas