São Paulo Polícia Federal recupera em SP vinhos raros furtados do Itamaraty

Polícia Federal recupera em SP vinhos raros furtados do Itamaraty

Investigação começou depois que ministério notou que duas garrafas sumiram do cofre. Peças têm valor somado de mais de R$ 57 mil

  • São Paulo | Do R7

Homem furtou vinhos doados e vendeu para cliente

Homem furtou vinhos doados e vendeu para cliente

Divulgação/ Polícia Federal

A Polícia Federal recuperou nesta sexta-feira (24) duas garrafas de vinho de alto valor que foram furtadas do Ministério das Relações Exteriores. A recuperação se deu durante a Operação Borgonha, que ocorreu na cidade de São Paulo. 

A investigação teve início no dia 16 de agosto deste ano, quando o ministério percebeu que duas garrafas doadas tinham sumido do cofre do órgão. Uma era do vinho tinto Petrus Pomerol Grand Vin, avaliado em R$ 25.750,00, e a outra do vinho Domaine de la Romanée-Conti La Tâche Grand Cru Monopole, que vale R$ 31.868,00.

Com o avanço das investigações, os policiais federais chegaram ao autor do crime, que confessou o furto e indicou o comprador a quem repassou os dois vinhos. A PF então chegou ao destinatário final e recuperou os vinhos em mandado de busca e apreensão na capital paulista. 

Últimas