São Paulo Polícia prende quatro e apreende um por sequestro de idosa em SP

Polícia prende quatro e apreende um por sequestro de idosa em SP

Vítima de 62 anos ficou em cativeiro na zona norte por cerca de 8 horas. Suspeitos fizeram empréstimos e transferências via Pix

  • São Paulo | Laura Lourenço, da Agência Record

Quatro suspeitos foram detidos e uma adolescente foi apreendida sob a acusação de terem sequestrado uma idosa de 62 anos na região de Pirituba, zona norte da capital paulista, na noite desta terça-feira (4).

Segundo informações da Record TV, três homens e duas mulheres, sendo uma adolescente, foram detidos após buscas realizadas por equipes da Rota (Ronda Ostensiva Tobias Aguiar) em uma comunidade na Estância Jaraguá, também na zona norte.

Ainda de acordo com a Record TV, entre os presos está um dos líderes do grupo e a esposa. A jovem era responsável por levar comida para a senhora dentro do cativeiro.

Um dos suspeitos do sequestro, identificado como Leitão, ainda estaria foragido. Os detidos vão para o 45° Distrito Policial, na Brasilândia, para registro da ocorrência.

Agentes da Rota realizaram buscas pela zona norte de São Paulo até prender os suspeitos

Agentes da Rota realizaram buscas pela zona norte de São Paulo até prender os suspeitos

Reprodução/Record TV - 05.02.2022

O caso

A idosa foi libertada na manhã desta quarta-feira (5) após ter sido sequestrada na região de Pirituba. De acordo com a Polícia Militar, o sequestro ocorreu por volta das 21h30 desta terça-feira (4). Ela foi mantida refém por cerca de oito horas.

A vítima chegava em casa, na região da Freguesia do Ó, também na zona norte da capital, quando foi abordada pelos suspeitos.

Após fecharem o veículo da vítima, os suspeitos desceram e renderam a mulher, colocando-a dentro do carro, e a levaram para o cativeiro. O automóvel da vítima foi levado por um dos sequestradores e, até o momento, não foi encontrado.

As buscas pela vítima começaram após familiares desconfiarem de transações suspeitas que estavam sendo realizadas por meio dos aplicativos de bancos e cartões da mulher.

Preocupados, os parentes se dirigiram até a Delegacia Antissequestro e registraram um boletim de ocorrência em que relataram o desaparecimento da mulher.

Com as informações, equipes da Rota iniciaram diligências e, por meio do sistema de rastreio do celular da vítima e do registro de algumas compras feitas pela internet, a PM fez buscas pela região de Parada de Taipas.

Por volta das 5h30, cerca de oito horas após o início do sequestro, as equipes avistaram um imóvel no qual havia um homem no telhado em atitude suspeita. Desconfiando do comportamento, os policiais decidiram invadir o imóvel.

Ao notarem a presença da PM, os suspeitos conseguiram fugir. Dentro da residência, as equipes localizaram a vítima, ilesa, e a libertaram do sequestro. A mulher não sofreu ferimentos físicos, mas está psicologicamente abalada.

Segundo a Polícia Militar, a vítima foi encontrada em uma casa na rua dos Pioneiros, na Vila Nova Cachoeirinha, zona norte de São Paulo.

Até o momento, a polícia contabilizou que o prejuízo sofrido pela mulher tenha sido de ao menos R$ 9 mil, quantia retirada de uma das contas da vítima. A Polícia Civil ainda vai levantar o total roubado, uma vez que os criminosos realizaram empréstimos em nome da vítima.

De acordo com o capitão Guedes, porta-voz da Polícia Militar, a corporação tem realizado diversas prisões de integrantes de quadrilhas especializadas em sequestros por meio do Pix. Na madrugada desta quarta, três suspeitos foram presos por cometer o mesmo tipo de crime com outra vítima.

Últimas