São Paulo Polícia prende suspeito de atear fogo em morador de rua em SP

Polícia prende suspeito de atear fogo em morador de rua em SP

Vítima de 74 anos é cadeirante e permanece internada desde o dia 29. Polícia solicitou à Justiça a prisão temporária do homem

  • São Paulo | Mariana Rosetti, da Agência Record

Polícia prende suspeito de atear fogo em morador de rua no centro de São Paulo

Polícia prende suspeito de atear fogo em morador de rua no centro de São Paulo

Reprodução Record TV

Foi preso o suspeito de atear fogo no morador de rua cadeirante, de 74 anos, na República, região central de São Paulo. O crime aconteceu em 29 de junho e a prisão ocorreu na noite desta quarta-feira (7) no Vale do Anhangabaú, também no centro.

Uma viatura da GCM (Guarda Civil Metropolitana) estava em patrulhamento pela região central, quando avistou o homem. Ele foi abordado e encaminhado à 1ª Seccional do Centro na condição de averiguado.

O delegado de plantão confirmou que era André Carvalho e que já havia um pedido de prisão temporária expedido contra ele. O homem foi preso e permanece na delegacia.

De acordo com informações da Record TV, a motivação do crime seria uma rixa por espaço. André costumava dormir em baixo da marquise e, quando viu o cadeirante no local, decidiu assustá-lo ateando fogo no cobertor. Esta é uma das hipóteses que será analisada pela Polícia Civil.

Ferido, o morador de rua continua internado. O estado de saúde dele é estável, mas precisa de tratamento específico para queimaduras. A identidade da vítima não foi divulgada.

O caso

Uma pessoa em situação de rua teve o corpo incendiado na noite de terça-feira (29), na República. De acordo com a Polícia Militar, o crime aconteceu na rua Dom José de Barros, número 111, por volta das 23h40.

A vítima foi socorrida e levada a um hospital da região por uma equipe do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Pelas imagens de câmeras de segurança, é possível ver o momento em que uma pessoa com um cobertor nas costas ateou fogo no morador de rua que estava no chão, também encoberto pelo cobertor.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública informou que o caso é investigado pelo 3º DP (Campos Elíseos). O autor do crime foi identificado e teve o pedido de prisão temporária solicitado à Justiça. 

Últimas