São Paulo Polícia prende três suspeitos de ameaças ao goleiro Cássio, do Corinthians

Polícia prende três suspeitos de ameaças ao goleiro Cássio, do Corinthians

Dois dos sete identificados pelos investigadores confessaram ter ameaçado o atleta de 34 anos, segundo delegado

  • São Paulo | Do R7

Goleiro Cássio em treino pelo Corinthians

Goleiro Cássio em treino pelo Corinthians

Rodrigo Coca/Agência Corinthians

A Polícia Civil identificou sete suspeitos de fazer ameaças ao goleiro Cássio, do Corinthians, e prendeu três, nesta sexta-feira (8). As informações são da Record TV.

Dois deles confessaram o crime, segundo o delegado Osvaldo Nico. “[Autores] são covardes. Molecada que não tem o que fazer”, afirmou.

O responsável pelo áudio enviado ao personal trainer da esposa de Cássio está a caminho do Dope (Departamento de Operações Policiais Estratégicas) para prestar depoimento.

Nesta quinta (7), o atleta recebeu mensagens com o pedido de que ele saísse do clube devido ao momento ruim da equipe, e então o goleiro procurou a polícia.

"Ele chegou aqui na base chorando, muito nervoso porque a mulher ligou para ele e falou que queria ir embora do Brasil", disse Cesar Saad, delegado da Polícia Civil.

Torcedores organizados que haviam ido ao CT Joaquim Grava para cobrar melhores resultados dos atletas negaram participação nas ameaças.

O Corinthians divulgou uma nota de repúdio acerca das ameaças sofridas por Cássio:

O Sport Club Corinthians Paulista repudia veementemente quaisquer manifestações criminosas de ameaça à integridade física de atletas – e seus familiares – da nossa centenária instituição.

A cobrança pacífica à equipe por resultados faz parte da cultura do futebol, porém, quando a vida de qualquer um é colocada em risco, o protesto se torna crime e não pode passar impune.

O Clube já acionou a Delegacia de Polícia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva (Drade) e outros departamentos para tomar todas as medidas cabíveis e assim garantir a segurança de todos os atletas. É lamentável esse tipo de atitude. Isso é crime e deve ter punição.

Últimas