São Paulo Polícia realiza operação contra hackers que vazaram dados de 13 milhões de usuários da SPTrans

Polícia realiza operação contra hackers que vazaram dados de 13 milhões de usuários da SPTrans

Dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos pelo DEIC na manhã desta terça-feira (31)

  • São Paulo | Geovanna Hora, da Agência Record

Equipamento apreendido durante operação

Equipamento apreendido durante operação

Reprodução/Polícia Civil

A Polícia Civil realizou, nesta terça-feira (31), a operação "Bus Stop" com objetivo de identificar os responsáveis pelo ataque cibernético ao sistema digital da SPTrans e o vazamento de 13 milhões de dados de usuários cadastrados no Bilhete Único até abril de 2020. A invasão aconteceu em novembro do ano passado.

De acordo com Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos na cidade de São Paulo nesta manhã. Um computador e uma celular foram localizados.

A operação foi deflagrada por policiais da 4ª Delegacia DCCiber (Investigações sobre Lavagem de Dinheiro e Ocultação de Ativos Ilícitos), responsável pela investigação.

"O material será analisado para verificar as informações contidas e permitir o esclarecimento dos fatos. Os resultados dessa fase serão mantidos em sigilo visando o prosseguimento das investigações", informou, por nota, o DEIC.

Os dados vazados possuíam informações de cadastros como nome, nome social, data de nascimento, CPF, RG, endereço, número de telefone, filiação, PIS, matrícula de aluno, estado civil, naturalidade, sexo, e-mail, além de login e a senha do portal de serviços da SPTrans na internet.

Últimas