São Paulo Polícia retira 100 famílias de prédio em SP em reintegração de posse

Polícia retira 100 famílias de prédio em SP em reintegração de posse

Imóvel no centro é ocupado pelo coletivo FLM. Alguns moradores resistem à ação. Cartazes foram colocados na região em protesto 

  • São Paulo | Laura Lourenço e Isabelle Gandolphi, da Agência Record

Polícia retira 100 famílias de prédio no centro de SP em reintegração de posse

Polícia retira 100 famílias de prédio no centro de SP em reintegração de posse

Reprodução / Record TV

A Polícia Militar acompanha uma reintegração de posse na rua Augusta, próximo do número 440, na Consolação, no centro de São Paulo. A ação teve início às 5h30 desta terça-feira (17).

Nas redes sociais, o coletivo FLM (Frente de Luta Por Moradia) publicou imagens de mulheres que moram no prédio e resistem à reintegração, segurando cartazes com os dizeres "As mulheres na rua, juíza Daniela Dejuste a culpa é sua" e "Nenhuma mulher sem casa".

A repórter da Record TV Paola Vianna conversou com moradores da ocupação que estavam chegando ao local e se depararam com a reintegração. Eles informaram que o prédio era um hotel, que foi abandonado há alguns anos, e seria de propriedade particular.

Também de acordo com os moradores, cerca de 100 famílias e 70 crianças ocupavam o espaço. Eles alegaram que não receberam permissão para buscar os pertences e tiveram que permanecer afastados de casa.

O helicóptero da TV também mostrou a movimentação no local e o momento em que algumas famílias tiraram os pertences de dentro do edifício, o que causou tumulto entre a polícia e os ocupantes.

Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), a rua Augusta foi bloqueada no trecho entre as ruas Caio Prado e Antônia de Queiroz.

Últimas