São Paulo Policial aposentado é morto em Moema enquanto trabalhava como segurança 

Policial aposentado é morto em Moema enquanto trabalhava como segurança 

Assassino também era um policial aposentado; houve um desentendimento entre eles

Policial aposentado é morto em Moema enquanto trabalhava como segurança 

O cabo reformado da Polícia Militar Marcos Antonio Abraão foi morto na tarde de ontem (6), no bairro de Moema, na zona Sul da capital. O policial aposentado estava trabalhando como segurança para uma pet shop. O assassino foi o soldado reformado da Polícia Militar Hector Marcelo Vieira, que trabalhava como segurança particular.

O crime aconteceu por volta das 17h30, na avenida Aratãs, na altura do número 981. Aparentemente, os dois homens se desentenderam e trocaram tiros. Marcos tinha um revólver calíbre 38 e Hector uma pistola .40. Ambos foram atingidos e socorridos por uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros e levados para os Hospital São Paulo. Infelizmente, Marcos não resistiu aos ferimentos e morreu no Pronto Socorro, de acordo com a Polícia.

Hector segue internado e seu estado é considerado estável pelos médicos. Sobre o caso, a Polícia Militar do Estado de São Paulo informa que as investigações correrão pela Polícia Civil e deverá ser analisada na justiça comum, visto que já estavam aposentados.

Tudo indica que foi um mal entendido, poi ambos realizavam serviços de segurança particular naquele momento. A nota enviada pela Polícia Militar diz o seguinte: "Hector teria estacionado na frente do Pet, momento em abordado pelo Marcos que, segundo informações, teria entendido tratar-se de um assalto e agiu iniciando o tiroteio".

A PM informou ainda que lamenta profundamente o acontecido e se solidariza com a família do cabo reformado.