São Paulo Prefeitura de São Paulo implanta centro de acolhida terapêutica na região da Cracolândia

Prefeitura de São Paulo implanta centro de acolhida terapêutica na região da Cracolândia

Serviço de atendimento emergencial funciona 24 horas, na rua Helvétia, 876. Dez novas equipes devem entrar em ação

  • São Paulo | Do R7

Prefeitura de São Paulo implanta centro de acolhida terapêutica na região da Cracolândia

Prefeitura de São Paulo implanta centro de acolhida terapêutica na região da Cracolândia

Edu Garcia/R7 - 25.03.2022

Depois da migração de dependentes químicos para ruas do centro, a Prefeitura de São Paulo implementou, desde terça-feira (17), um novo espaço do SIAT (Serviço Integrado de Acolhida Terapêutica) para atendimento emergencial na rua Helvétia, 876. O local funciona 24 horas por dia durante toda a semana.

A unidade reúne equipes das redes de saúde e assistência social que atuam na abordagem de usuários que fazem abuso de álcool e outras drogas, em situação de vulnerabilidade.

“A unidade presta atendimento no local e agilizará encaminhamentos para outros serviços. Queremos oferecer um atendimento cada vez mais humanizado e individualizado”, explicou Alexis Vargas, secretário-executivo de Projetos Estratégicos.

São responsáveis pelos atendimentos quatro equipes — duas diárias e duas noturnas —, com psicólogos, assistentes sociais, médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e oficineiros.

“Essas equipes atenderão os dependentes químicos nas ruas da região e também aqueles que estiverem envolvidos em alguma ocorrência na delegacia. Na praça Princesa Isabel temos o primeiro CAPS AD (Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas) do tipo IV do município, inaugurado no meio da pandemia”, detalhou o secretário.

De acordo com a prefeitura, atuam na região conhecida como Cracolândia 26 equipes do Consultório na Rua, da Secretaria Municipal da Saúde, e 28 equipes do SEAS (Serviço Especializado em Abordagem Social), da Smads (Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social).

A partir desta semana, a prefeitura promete mais dez equipes do Consultório na Rua para abordagem e atendimento. Serão quatro no novo SIAT e outras seis nas regiões do Glicério, Santa Cecília e Bom Retiro.

Últimas