São Paulo Prefeitura de SP entrega hospital de transição para pacientes com covid

Prefeitura de SP entrega hospital de transição para pacientes com covid

Unidade foi inaugurada nesta quinta-feira (15), na Uninove (Universidade Nove de Julho) da Vergueiro, zona sul de São Paulo

Hospital inaugurado na Uninove da zona sul de SP

Hospital inaugurado na Uninove da zona sul de SP

Divulgação/Prefeitura de SP

A Prefeitura de São Paulo entregou nesta quinta-feira (15) o Hospital Professora Lydia Storópoli, na unidade da Uninove (Universidade Nove de Julho) da Vergueiro, na zona sul de São Paulo, para servir como transição para pacientes com covid-19 em alta, média e baixa complexidade.

A unidade tem capacidade para 212 leitos e serão ativados gradativamente. São 190 leitos de enfermaria, 20 de UTI e dois de estabilização, além de equipamentos de última geração para realização de exames, como tomógrafo.

Segundo a prefeitura, as vagas serão destinadas para pacientes em recuperação da covid-19 internados em hospitais municipais, e vão para unidade para dar continuidade no tratamento e reabilitação.

A gestão do hospital, ainda segundo a prefeitura, será feita pela OSS (Organização Social de Saúde) Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina. A unidade deve atender somente pacientes transferidos por meio da Crue (Central de Regulação do Município). O atendimento será feito de maneira referenciada pelos hospitais da rede municipal de Saúde.

Segundo o secretário municipal da saúde, Edson Aparecido, afirma que "esse hospital será importante para os pacientes terem o atendimento adequado contra a covid-19 e ficará como legado para a cidade no pós-pandemia".

Segundo a prefeitura, a Uninove investiu R$ 18 milhões em recursos próprios, e não receberá qualquer repasse financeiro. Já a Secretaria Municipal de Saúde investiu R$ 3,5 milhões, repassados para OSS, para informática, equipamentos e mobiliários. Além disso, o custeio da unidade será de R$ 8.060.786,30 ao mês.

Últimas