São Paulo Prefeitura de SP inicia processo para concessão de cemitérios

Prefeitura de SP inicia processo para concessão de cemitérios

A concessão terá o prazo de 35 anos, o que deve render cerca de R$ 1,79 bilhão para os cofres públicos, de acordo com estimativa da gestão municipal

  • São Paulo | Gabriel Croquer, do R7*

Consulta pública abre debate da concessão de 22 cemitérios em São Paulo

Consulta pública abre debate da concessão de 22 cemitérios em São Paulo

RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A Prefeitura de São Paulo iniciou o processo concessão de 22 cemitérios e crematórios públicos nesta quarta-feira (2). A publicação no Diário Oficial do Município abre a consulta pública das licitações, onde a população poderá contribuir com sugestões ao documento, através da consulta dos contratos e anexos do edital. 

Leia mais: Carnaval de São Paulo bate recorde de inscrições com blocos de rua

A concessão terá o prazo de 35 anos, o que deve render cerca de R$ 1,79 bilhão para os cofres públicos, de acordo com estimativa da prefeitura. Os novos gestores serão responsáveis por reformas e melhorias nos locais e devem ainda implantar, no mínimo, quatro agências funerárias próprias por lote concedido.

Após a assinatura do contrato, as empresas responsáveis vão passar por um período de transição. Três meses depois, começará a realizar a operação dos cemitérios e serviços funerários. Em até um ano o novo gestor irá assumir totalmente os serviços.

Os cidadãos interessados poderão participar do processo de licitação dos cemitérios até o dia 01/11/2019.

A licitação será feita em quatro lotes diferentes:

Lote 1: Consolação, Quarta Parada, Santana, Tremembé, Vila Formosa I e II e Vila Mariana- Valor mínimo para licitação: R$ 155 milhões

Lote 2: Araçá, Dom Bosco, Santo Amaro, São Paulo e Vila Nova Cachoeirinha)- Valor mínimo: R$191 milhões

Lote 3: Campo Grande, Lageado, Lapa, Parelheiros e Saudade)- Valor mínimo: R$ 162 milhões

Lote 4: Freguesia do Ó, Itaquera, Penha, São Luiz, São Pedro e Vila Alpina)- Valor mínimo: R$ 165 milhões

*Estagiário do R7, sob supervisão de Ana Vinhas

Últimas