São Paulo Procon-SP notifica Amazon após compras com cupons canceladas

Procon-SP notifica Amazon após compras com cupons canceladas

Empresa deverá explicar quantos pedidos foram recebidos e por que foram cancelados. Prazo para resposta é até 31 de janeiro

  • São Paulo | Letícia Dauer, da Agência Record

Amazon tem até o dia 31 de janeiro para responder ao Procon-SP

Amazon tem até o dia 31 de janeiro para responder ao Procon-SP

David Becker / AFP

O Procon-SP notificou, na quinta-feira (27), a Amazon Serviços de Varejo do Brasil e pediu esclarecimentos em relação aos relatos de clientes que teriam comprado produtos pela plataforma com grandes descontos, até mesmo gratuitamente, utilizando vários cupons de desconto em uma só compra.

A empresa deverá explicar quantos pedidos de compra foram recebidos relacionados à oferta citada, por quais razões os pedidos foram cancelados, qual o plano de ação para tratativa dos registros efetuados no Procon-SP e os apresentados apenas por meio do SAC.

A empresa tem até o dia 31 de janeiro para responder ao Procon-SP.

Na quarta-feira (26), as redes sociais amanheceram repletas de postagens de pessoas que afirmam que conseguiram adquirir produtos na Amazon de graça.

Aparentemente, a plataforma do gigante do varejo online teve um erro e passou a aceitar o uso de vários cupons em uma mesma compra. Em uma situação normal, cada código de desconto pode ser usado uma única vez e não é possível utilizar mais de um por pedido.

Segundo a postagem de uma cliente no Twitter, foi possível finalizar a compra de um Kindle, leitor digital da empresa, que custa quase R$ 399, por R$ 79,05, após um desconto de R$ 328,85 obtido com o uso de vários cupons de desconto.

Outro cliente postou o print da tela de confirmação do pedido com um desconto no valor total do Kindle e ainda com a previsão de entrega da compra. Há relatos também de pessoas que conseguiram zerar o valor de uma grande compra de livros pela plataforma.

Uma lista com quase 20 códigos de desconto está circulando nas redes sociais, mas alguns dos cupons já pararam de funcionar e outros voltaram a dar apenas o desconto programado para uma compra.

O grande número de postagens no Twitter sobre o que está acontecendo pôs os termos Kindle, Amazon e Jeff Bezos no topo da lista de trending topics da rede social no Brasil durante a manhã.

O R7 entrou em contato com a Amazon e recebeu o seguinte esclarecimento: "Houve um problema em nosso site que foi rapidamente corrigido. Lamentamos qualquer inconveniente causado e entraremos em contato com os clientes impactados."

Últimas