São Paulo Projeto de Lei propõe reajuste de 72% para agentes da GCM de SP

Projeto de Lei propõe reajuste de 72% para agentes da GCM de SP

Texto aumenta piso de R$ 2.180 para R$ 3.750. Prefeitura quer contratar 1.000 guardas municipais em novo concurso

  • São Paulo | Do R7

Projeto de Lei propõe reajuste de 72% para a Guarda Civil Metropolitana

Projeto de Lei propõe reajuste de 72% para a Guarda Civil Metropolitana

Reprodução/Instagram/@gcmspoficial - 30.03.2022

A Prefeitura de São Paulo encaminhou para a Câmara Municipal um projeto de lei que propõe reajuste de 72% no salário inicial da GCM (Guarda Civil Metropolitana). Se aprovado, o piso hoje que é de R$ 2.180 vai para R$ 3.750.

O texto também prevê a reestruturação da carreira com a criação de um novo quadro e remuneração por subsídio, mantendo a possibilidade de pagamento de insalubridade ou periculosidade, adicional noturno e horas suplementares.

O prefeito Ricardo Nunes (MDB) publicou um decreto que trata da GEFRE (Gratificação pelo Exercício de Função em Região Estratégica), que varia de 20% a 200% sobre o padrão (R$ 755,20) dependendo da região de atuação.

O texto mantém os quatro níveis de carreira já existentes, com os mesmos percentuais de efetivo em cada um deles e cria quatro graus com 5% de aumento entre as referências:
• 15% - passagem do Nível I para o Nível II
• 25% - passagem do Nível II para o Nível III
• 35% - passagem do Nível III para o Nível IV

O objetivo da lei, segundo a prefeitura, "é atrair mais candidatos no ingresso e também reter esses profissionais na administração municipal".

Concurso

A administração abriu concurso público para 1.000 vagas na Guarda Civil Metropolitana 3ª Classe. O prazo das inscrições vai até 4 de maio. Do total de vagas, 750 são de ampla concorrência, 200 vagas são reservadas para candidatos negros e afrodescendentes e 50 são para pessoas com deficiência.

A GCM não realiza concurso público desde 2013. O efetivo hoje é de 5.917 guardas civis, sendo 4.362 homens e 1.555 mulheres.

O concurso tem quatro etapas: prova objetiva, redação, avaliação psicológica e teste de aptidão física, todas de caráter eliminatório.

A prova e a redação serão realizadas no dia 5 de junho e terão duração total de 4h30. Serão 60 questões de múltipla escolha, sendo 10 questões de língua portuguesa, 10 de raciocínio lógico-quantitativo, 10 de realidades municipais, 10 de noções de informática e 20 de conhecimentos específicos.

Para tomar posse do cargo, o candidato deve ter no mínimo 18 anos e, no máximo, 35 anos até a data da inscrição e ter concluído o Ensino Médio. A altura mínima para homens é de 1,70m e, para mulheres, 1,60m.

Últimas