São Paulo Refugiados darão curso de línguas e cultura em SP

Refugiados darão curso de línguas e cultura em SP

No mês de julho, paulistanos poderão ter aulas intensivas de inglês, francês, árabe e espanhol

Refugiados darão curso de línguas e cultura em SP

Projeto ajuda refugiados a darem aulas de idiomas para paulistanos

Projeto ajuda refugiados a darem aulas de idiomas para paulistanos

Reprodução/ Abraço Cultural

Para ajudar refugiados de São Paulo que estão com dificuldade para encontrar trabalho, a plataforma social Atados e o Adus (Instituto de Reintegração do Refugiado no Brasil) desenvolveram o projeto "Abraço Cultural", no qual treinaram os estrangeiros para dar aulas de inglês, francês, árabe e espanhol para os moradores da capital.

O R7 mostrou o drama de haitianos que, apesar de ainda verem o Brasil com muito carinho e esperança, estão decepcionados com a falta de emprego e as condições de trabalho.

Então, para aproveitar a bagagem cultural dos refugiados, muitos deles poliglotas, o projeto vai oferecer cursos intensivos, com carga horária de 35 horas, entre os dias 6 e 30 de julho, ao custo de R$ 400. Mas não será apenas idiomas que os refugiados irão ensinar. As aulas de francês e inglês terão foco na cultura africana, espanhol com foco na cultura latina e árabe e inglês com foco na cultura árabe.

Os alunos receberão material didático próprio e as salas terão no máximo dez alunos, que irão se aprofundar na história, política e cultura do país do professor que estará ministrando a aula.

As inscrições devem ser feitas até o dia 30 de junho pelo site do projeto ou pessoalmente na sede da plataforma cultural Atados, na rua Capote Valente, 701, Pinheiros, zona oeste de SP. As aulas acontecerão na BibliaASPA (Biblioteca e Centro de Pesquisas América do Sul - Países Árabes), na rua Baronesa de Itu, 639, Santa Cecília, região central de SP, de segunda, quarta e quinta-feira, das 19h30 às 22h.

Leia mais notícias de São Paulo

    Access log