São Paulo Sambista é morto a facadas em assalto na zona sul de São Paulo

Sambista é morto a facadas em assalto na zona sul de São Paulo

Arthur Dias, integrante do Grupo Sambará, foi vítima de crime no bairro de Campo Grande na madrugada desta segunda-feira (24)

  • São Paulo | Do R7, com informações da Agência Record

Arthur Dias era percussionista

Arthur Dias era percussionista

Reprodução/Redes Sociais

O percussionista Arthur Dias, integrante do Grupo Sambará, foi morto com um golpe de faca na madrugada desta segunda-feira (24) durante assalto ocorrido na avenida Nossa Senhora de Sabará, altura do número 4.420, próximo ao clube Bate Fundo.

Horas antes do crime, o jovem havia participado da gravação do primeiro DVD do Grupo Sambará, do qual fazia parte. Segundo a Polícia Militar, o criminoso abordou a vítima com um simulacro e uma faca. Arthur teria reagido e foi esfaqueado. Em seguida, o autor fugiu com o instrumento musical, um tipo de tambor, que ele carregava.

Imagens de câmeras de segurança flagraram o momento em que Arthur cai na via, após sofrer o ataque. Ele está acompanhado de uma pessoa, que aparentemente pedia ajuda para carros que passam pela avenida, enquanto outros pedestres se aproximam.

Vídeo mostra sambista caído após ser esfaqueado

Vídeo mostra sambista caído após ser esfaqueado

Reprodução

Ainda de acordo com a PM, quando os policiais chegaram ao local, o músico estava desacordado, com uma faca na região da barriga. Ele foi levado para o Hospital Geral de Pedreira, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Outras câmeras de segurança flagraram o suposto autor do crime passando pelarRua Zike Tuma, altura do número 260, carregando a mala com o instrumento musical de Arthur. Não há informação de que ele tenha sido localizado até o momento.

O Grupo Sambará e o clube Bate Fundo publicaram em suas redes sociais notas de pesar, lamentando a perda do integrante.

O caso deve ter ser investigado pelo 11º DP (Santo Amaro).

Últimas