São Paulo São Paulo concede Parque Trianon à iniciativa privada por 25 anos

São Paulo concede Parque Trianon à iniciativa privada por 25 anos

Empresa vencedora de licitação pagará outorga de R$ 3,3 milhões e será responsável também por praça e pelo parque Mário Covas

  • São Paulo | Do R7

Parque Trianon, concedido à iniciativa privada

Parque Trianon, concedido à iniciativa privada

Reprodução/Prefeitura de São Paulo

A Prefeitura de São Paulo concedeu nesta terça-feira (5) à iniciativa privada a gestão, operação e manutenção dos parques Mário Covas e Trianon, bem como de sua área adjacente, a praça Alexandre de Gusmão, todos na região da Avenida Paulista. A concessão valerá por um período de 25 anos. 

Na sessão de licitação, os consórcios interessados disputaram o lote e a outorga, fixada em R$ 163 mil. O resultado da disputa produziu ágio de 1.944%, elevando o valor para R$ 3,3 milhões.

O consórcio vencedor foi o Borboletas, formado pelas empresas Farah Service e Cidade Matarazzo. Ao assumirem a gestão dos espaços, as empresas terão de revitalizar as áreas. Entre as reformas previstas estão:

– no Parque Mário Covas: reparo da parte danificada do muro, reforma da edificação da Central de Informação Turística e Administração, reforma dos sanitários e implantação de mobiliário, sinalização e comunicação visual.

– no Parque Trianon: reforma dos playgrounds e de suas áreas, implantação de mobiliário, sinalização, comunicação visual e acessibilidade interna, além de melhorias nas estruturas hidráulicas e elétricas, entre outras.

A futura concessionária passará por um período de transição. Nos primeiros 90 dias após a assinatura do contrato, a operação dos parques continua sendo responsabilidade da prefeitura, mas com o acompanhamento da concessionária. Em seguida, esta assume a operação dos equipamentos, com o acompanhamento da prefeitura por 180 dias.

Com a licitação, a cidade soma sete parques concedidos à iniciativa privada. Os valores de outorga dos projetos de desestatização compõem o FMD (Fundo Municipal de Desenvolvimento Social) e são destinados a melhorias urbanas.

Últimas