São Paulo São Paulo discute e deve realizar o Carnaval 2022, diz Ricardo Nunes

São Paulo discute e deve realizar o Carnaval 2022, diz Ricardo Nunes

Fórum dos Blocos de SP sugere formar um grupo de trabalho com a prefeitura paulistana para organizar evento pós-pandemia

  • São Paulo | Letícia Dauer, da Agência Record, e Kaique Dalapola, do R7

SP deve realizar o Carnaval no ano que vem

SP deve realizar o Carnaval no ano que vem

Rovena Rosa/Agência Brasil

A Prefeitura de São Paulo discute, nesta quinta-feira (1), sobre a realização do Carnaval 2022. Segundo o prefeito Ricardo Nunes (MDB), o assunto está em pauta em reunião com diversas secretarias, incluindo a da Saúde e da Cultura.

Em entrevista durante o lançamento do projeto do centro oncológico Bruno Covas, na Vila Santa Catarina, zona sul de São Paulo, Nunes disse que "a princípio, a cidade terá Réveillon, e terá Carnaval".

A prefeitura também avalia a possibilidade da realização de festas no Réveillon devido à redução dos índices da pandemia, de acordo com o prefeito. Atualmente, a taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados à Covid-19 é de 61% e a de enfermaria é de 48%.

Na última quarta-feira (30), o Fórum dos Blocos de São Paulo enviou uma carta para prefeitura manifestando o interesse em "abrir um diálogo sobre a viabilidade de realização do Carnaval de Rua de São Paulo no ano de 2022".

O documento, assinado por José Cury Filho, coordenador do fórum que representa cerca de 180 blocos das cinco regiões paulistanas, propõe três medidas para uma possível retomada da folia em São Paulo no ano que vem. 

No primeiro momento, o fórum sugere a criação de um grupo de trabalho para prefeitura e blocos conversarem sobre a realização do Carnaval de Rua em 2022. Depois, a sugestão é que sejam avaliados os cenários da pandemia na cidade, e se os protocolos de segurança permitem que aconteça o evento.

Por fim, o fórum propõe "a definição de um calendário de marcos essenciais, com uma linha temporal de trabalho, e a definição do órgão municipal que ficará responsável por esta interlocução e organização da festa pela administração pública".

Últimas