São Paulo São Paulo vacina pouco mais de 20% das crianças entre 5 e 11 anos

São Paulo vacina pouco mais de 20% das crianças entre 5 e 11 anos

Vacinômetro do governo do estado mostra que mais de 933 mil já receberam a primeira dose do imunizante contra a Covid-19 

  • São Paulo | Do R7

Governo estadual autorizou o início da vacinação de todas as crianças

Governo estadual autorizou o início da vacinação de todas as crianças

Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil

São Paulo se aproxima da marca de um milhão de doses de vacina contra a Covid-19 aplicadas em crianças. De acordo com o Vacinômetro do governo do estado, neste sábado (29), mais de 933 mil crianças de 5 a 11 anos receberam a primeira dose do imunizante — cerca de 23% de todo o público-alvo. 

Até semana passada, apenas crianças com comorbidades ou deficiência (física, sensorial ou intelectual) e indígenas aldeadas podiam receber a vacina. Entretanto, na última sexta-feira (28), o governo autorizou o início da vacinação de todas as crianças dessa idade após levar em consideração a disponibilidade de doses da Pfizer e da CoronaVac nos 5.200 postos de vacinação de todo o estado e a capacidade de imunização dos municípios.

O esquema vacinal desse público prevê duas doses, que podem ser aplicadas apenas com a Pfizer ou a CoronaVac, os únicos imunizantes autorizados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para vacinar menores de 18 anos.

Comprovante de vacinação nas escolas

O governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Educação, determinou que os estudantes da rede estadual apresentem o comprovante de vacinação contra a Covid-19. Segundo a resolução publicada no Diário Oficial neste sábado (29), os responsáveis deverão entregar o documento durante o segundo bimestre de 2022.

O texto ressalta ainda que o aluno não será impedido de frequentar as aulas. No entanto, caso a situação não seja regularizada em até 60 dias, a unidade de educação deverá comunicar o fato ao MP (Ministério Público), ao Conselho Tutelar e às autoridades sanitárias.

Últimas