São Paulo Sarau das Pretas marca presença em cinco eventos no mês da Consciência Negra

Sarau das Pretas marca presença em cinco eventos no mês da Consciência Negra

Coletivo de poetas negras participa de sarau, marcha para Zumbi e balada literária

Sarau das Pretas marca presença em cinco eventos no mês da Consciência Negra

Sarau das Pretas faz agenda de resistência no mês da Consciência

Sarau das Pretas faz agenda de resistência no mês da Consciência

Divulgação/Guaraná Fotografia

O coletivo Sarau das Prestas foi idealizado pela poetisa Débora Garcia e é formado por Elizandra Souza, Jô Freitas Thayaneddy Alves e Taissol Ziggy. Neste mês de novembro, quando se celebra o Mês da Consciência Negra, a agenda do grupo está repleta de eventos gratuitos em São Paulo.

“Trata-se de um mês em que a comunidade negra tem a oportunidade pautar o debate em diversos espaços sociais e ressaltar as reais dimensões do racismo no Brasil, bem como a luta para romper as estilhas da escravidão. Por isso, vamos seguir em marcha, propondo discussões sobre a tão polêmica e controversa ‘consciência negra’, bem como sobre os atuais quilombos”, disse Débora.

Na sexta, dia 18, acontece na praça da Juventude, em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, a apresentação em homenagem à líder quilombola Tereza Benguela no evento: "A cultura Africana na construção da identidade brasileira – Encontro com as famílias do CRAS Jundiapeba". 

A praça da Juventude fica na rua Brigadeiro Newton Braga, no Jardim Amarais. O evento terá a participação das famílias atendidas pelo CRAS nos programas socioassistenciais. Começa às 13h30.

No sábado, dia 19, a apresentação do Sarau das Pretas acontece na região central da capital, no Sesc Consolação (rua doutor Vila Nova, 245, Vila Buarque), a partir das  16h30, com duas horas de duração e apresentação de músicas, dança e microfone aberto para a plateia declamar poemas.

No domingo, dia da Consciência Negra, o Sarau das Pretas fará uma edição muito especial durante a tradicional Marcha para Zumbi dos Palmares, em São Paulo. O local de concentração ainda não foi definido, geralmente, é na avenida Paulista.

A agenda do Sarau das Pretas de novembro fecha no dia 26, sábado, com a abertura do evento Balada Literária no lançamento do livro Sangue Negro, da poeta Noémia de Souza, mãe dos poetas Moçambicanos, pela editora Kapulana. O evento será na biblioteca Alceu Amoroso Lima, na avenida Henrique Schaumann, 777, em Pinheiros, a partir das 16h30. No mesmo dia, o Sarau das Pretas também participa de um encontro de saraus no Sesc Campo Limpo.

"Sarau de Realezas: Mulheres Negras e o Poder" é a união de Saraus protagonizado por mulheres negras, como o Coletivo Fala Guerreira e o Slam das Minas.  O Sesc Campo Limpo fica na rua Nossa Sra do Bom Conselho, 120, Vila Prel, e começa às 20h. 

"A relevância do sarau das pretas é  gigante, pois sempre faltou espaço para nos mulheres negras em realizar nossos trabalhos artísticos. Acredito que a mulher negra escreve com afeto, com força, pois é algo que vem do ventre, vejo a liberdade pulsar nos olhos de cada mulher que se apresenta ou nos acompanha é algo que resgata esse quilombo, sobretudo de mulheres. Fazer está agenda pretas em marcha é o que seguir acreditando e de mãos dadas com todas as mulheres que achavam que estava só; é gritar pro mundo que estamos juntas e nos admiramos. Sempre colocaram as mulheres uma contra outra e atualmente nós fizemos a reviravolta, por saber que somos mais forte juntas”, disse Jô Freitas.

    Access log