São Paulo Sem poder ir às ruas, blocos fazem intervenções artísticas no Carnaval

Sem poder ir às ruas, blocos fazem intervenções artísticas no Carnaval

Neste domingo (14), o Bloco Explode Coração prepara uma intervenção artística no Theatro Municipal, no centro de São Paulo

Bloco Explode Coração vai fazer projeções virtuais

Bloco Explode Coração vai fazer projeções virtuais

Arquivo/Explode Coração

Em meio à pandemia do coronavírus e com a necessidadade de manter o distanciamento social, o Carnaval 2021 não vai ocupar as ruas e sambódromo como acontece tradicionalmente. No entanto, em São Paulo, blocos carnavalescos organizam eventos virtuais e intervenções artísticas para que os dias que costumam ser de folia não passem batido neste ano.

Com organização da Prefeitura de São Paulo, blocos carnavalescos e outros grupos artísticos realizam eventos em espaços públicos, incluindo o sambódromo do Anhembi, nos finais de semana de fevereiro.

Neste domingo (14), o Bloco Explode Coração prepara o evento "Quando o Carnaval Chegar", que é uma intervenção artística no Theatro Municipal, na região da República, no centro paulistano.

"A ideia é delimitar o perímetro em volta do Theatro com cordas, como fazem os trios, fechando as ruas ao seu redor. Esse espaço permanecerá vazio durante os dias de Carnaval evidenciando a ausência das pessoas, enquanto recorda o protagonismo dos foliões na festa e a necessidade da ocupação do espaço público", explica a organização.

Segundo Gee Galvão, uma das fundadoras e diretora criativa do Bloco Explode Coração, "essa intervenção foi pensada como uma forma de homenagear o carnaval de rua e reafirmar a importância dos blocos e dos foliões para a cultura popular nesse ano em que a festa foi cancelada".

A abertura das instalações está prevista para às 20h, e deve ficar até o início da madrugada de segunda-feira (15). O evento vai contar com projeções na parte externa do Theatro Municipal, exibindo vídeos com cenas de diversos blocos em anos anteriores, criando um Carnaval virtual. Os artistas também devem escrever com tinta no chão "Tô aguardando para quando o Carnaval chegar", e colocar faixas brancas com trechos dessa música que é de Chico Buarque.

Também no domingo, o bloco Ilu Obá de Min também realiza uma apresentação virtual, que deve ser exibido no canal do RecBeat festival, a partir das 15h.

Na praça do Ciclista, na região da avenida Paulista, uma mostra coletiva expõe registros de diversos blocos do Carnaval de rua de São Paulo. Segundo a organização, a "Exposição Digital Manhãs de Carnaval" pretende valorizar as memórias a partir de fotos e vídeos de desfiles carnavalescos de anos anteriores inseridos no espaço público.

"Nesse fevereiro, o carnaval vai ficar dentro da gente", disse Gee Galvão.

Próximas semanas

As intervenções artísticas e eventos virtuais na programação do Carnaval vão seguir acontecendo nos outros dias de fevereiro. O que vai ficar mais tempo é a celebração carnavalesca no bairro do Bixiga, região central de São Paulo, que deve acontecer entre os dias 20 e 28 deste mês.

O evento "Bixiga-se — Carnavais que se entrecruzam" vai fazer um passeio virtual pelas ruas e becos do bairro, contando histórias dos blocos da região, brincantes, bateria e dança. "O projeto tem como objetivo explorar as ruas destes trajetos carnavalescos de forma interativa a partir de totens que serão instalados no bairro", explica a organização.

No dia 21 de fevereiro, as drag queens Mama Darling, Mackaylla Maria e Paolla Cadillac integram a intervenção Minhoqueens na Janela. Elas vão fazer performances de 5 a 10 minutos, em janelas de apartamentos diferentes nos bairros Santa Cecília, República, Barra Funda. A atuação conta com dublagem de hits da música pop e serão registradas em vídeo, que depois vai ser publicado nas redes do Minhoqueens e nos canais da Secretaria Municipal de Cultura.

No dia 23, às 20h, acontece o evento "Peculiaridades do Samba Paulista, com Thobias da Vai-Vai", que e um mini-curso que aborda as particularidades do samba de São Paulo, falando sobre as origens, os principais representantes, e o nascimento das escolas de samba, comandada por Thobias da Vai-Vai, um ícone do samba paulista.

Por fim, no dia 28, a Charanga apresenta a tradicional alegria carnavalesca dentro da casa dos foliões, com uma apresentação musical. Segundo a organização, o evento vai relembrar carnavais passados com banners espalhados pelo trajeto do bloco, que acontece no bairro de Santa Cecília, além de apresentar dois episódios do podcast "Sabe Som" com histórias do Carnaval de São Paulo e uma obra criada exclusivamente para um muro na região.

Últimas