Setembro Amarelo: 'Campanha Vida sobre Trilhos' chega ao metrô de SP

Programa de prevenção ao suicídio já ajudou  27 mil pessoas que pensavam em tirar a própria vida 

Este mês, conhecido como Setembro Amarelo, é dedicado à conscientização e prevenção ao suicídio. De acordo com a Associação Brasileira de Psiquiatria, o Brasil registra 12 mil casos por ano e no mundo esse número salta para 1 milhão. 

Para ajudar a dar um novo sentido à vida, o programa social Help, que nesta quinta-feira (10), o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, levou o projeto “Vida Sobre Trilhos” até a Estação Capão Redondo, da Linha 5–Lilás do Metrô de São Paulo.

Um estudo científico publicado pela revista “The Lancet Psychiatry” estimou que a crise causada pela pandemia da COVID-19, provocará um aumento de 20 a 30% no número de suicídios em todo o mundo, podendo chegar a mais de um milhão de pessoas que tirarão a própria vida em 2020.

Voluntários do programa Help oferecem ajuda para usuários do metrô

Voluntários do programa Help oferecem ajuda para usuários do metrô

Divulgação

O projeto “Vida Sobre Trilhos” consiste da oferta de um canal de diálogo para pessoas que estejam pensando em se suicidar, mostrando a elas que este não é o caminho. Durante a ação, voluntários do programa social permanecem um período em uma estação de metrô ou trem, com banners e mesas de atendimento, para conversar e oferecer apoio emocional aos passageiros que transitam pelo local.

Essa é uma das ações do Help FJU que já ajudou 26,6 mil pessoas que estavam pensando em cometer o suicídio, em todo o Brasil.