São Paulo Sobe para 16 o número de equipes no combate ao incêndio em Barueri

Sobe para 16 o número de equipes no combate ao incêndio em Barueri

Novas explosões foram ouvidas na área, que está totalmente interditada. Ainda há muita fumaça e o fogo não foi controlado

  • São Paulo | Rafael Custódio e Beatriz Leite, da Agência Record

Sobe para 16 o número de equipes no combate ao incêndio em Barueri, na Grande SP

Sobe para 16 o número de equipes no combate ao incêndio em Barueri, na Grande SP

Reprodução / Record TV

Já são 16 equipes do Corpo de Bombeiros que atuam no combate ao incêndio que atinge nesta quinta-feira (26) uma empresa de produtos químicos, no Jardim Califórnia, em Barueri, na região metropolitana de São Paulo. Não há informações de feridos.

As chamas se alastraram e atingiram carros estacionados em frente ao estabelecimento, na rua das Antilhas, número 571. De acordo com o posto de bombeiros de Osasco, que auxilia no combate às chamas, o incêndio teria começado na empresa Araguaya Química, que produz produtos químicos diversos, e se propagou para uma empresa ao lado. 

Pelo menos dois galpões foram consumidos pelas chamas, de acordo com imagens captadas pelo helicóptero da Record TV. Novas explosões foram ouvidas na região. A área está isolada e nem funcionários podem passar.

A fumaça escura é da queima do plástico e a de cor avermelhada, de amônia. Segundo os bombeiros, não há como apagar o incêndio enquanto houver produtos. O fogo pode apenas ser controlado.

Aulas suspensas

A Prefeitura de Barueri suspendeu as aulas em nove escolas dos bairros Jardim Califórnia e Engenho Novo. São elas: Emef Prof. Egídio Costa, Emef João de Almeida Lemos, Emef Prof. Jorge Augusto de Camargo, Complexo Educacional Prof. Carlos Osmarinho de Lima, Emef Agenor Lino de Matos, Emeief Prof. Enéias Raimundo da Silva, Maternal Leonardo Augusto Marcelo dos Santos, EMMEI Lucineia de Oliveira e Maternal Profª. Luzia das Graças Barbosa Pereira.

Além dos bombeiros, a GCM (Guarda Civil Municipal), Polícia Militar, Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) e a Enel foram acionadas. A Cetesb recebeu o chamado às 12h55 para dar apoio a ocorrência e deve fazer uma vistoria após o fim das chamas.

A concessionária Enel enviou três equipes até o local e desligou a rede elétrica da região, uma vez que a fiação da rua foi atingida pelas chamas.

Últimas