São Paulo SP: cerca de 4,5 milhões de veículos devem deixar a capital no feriado

SP: cerca de 4,5 milhões de veículos devem deixar a capital no feriado

Operação de fiscalização começa nesta sexta-feira (3). Movimento intenso nas rodovias deve se iniciar por volta das 15h

No sábado (4), o fluxo de veículos nas rodovias deve ser ainda maior, a partir das 6h

No sábado (4), o fluxo de veículos nas rodovias deve ser ainda maior, a partir das 6h

Arquivo/Agência Brasil

Com o feriado da Independência do Brasil, no dia 7 de setembro, na terça-feira, cerca de 4,5 milhões de veículos devem deixar a capital paulista, pelas principais rodovias da cidade. A Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) e a Secretaria de Logística e Transportes realizam uma operação de fiscalização nas estradas a partir desta sexta-feira (3).

A previsão é que, a partir das 15h desta sexta, o fluxo seja intenso em todas as rodovias de acesso à região metropolitana. A Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes, prevê que mais de 806,4 mil veículos sigam para o litoral.

No sábado (4) o fluxo de veículos nas rodovias deve ser ainda maior, a partir das 6h. O movimento deve ser intenso também na segunda-feira (6), no sentido capital, a partir das 12h e também à noite.

Os motoristas podem planejar melhor a viagem consultando os horários mais adequados para  pegar a estrada e às condições de tráfego nas rodovias, disponíveis nos sites das concessionárias, em tempo real.

Os guinchos, ambulâncias, caminhões-pipa, motocicletas para apoio mecânico e veículos operacionais em geral receberão aumento no efetivo, além da implantação da operação "papa-fila" nos pedágios, para agilizar a passagem nas cabines de cobrança manual.

As ações vão ocorrer com o auxílio da Polícia Militar Rodoviária e do DER (Departamento de Estradas de Rodagem).

"É essencial que os motoristas sigam todos os protocolos de segurança e todas as regras de trânsito: verifiquem as condições básicas do veículo antes de viajar, tenham a documentação em dia, chequem o funcionamento de para-brisas e freios”, explica o diretor geral da Artesp.

Últimas