São Paulo SP confirma os dois primeiros casos no Brasil da variante Ômicron

SP confirma os dois primeiros casos no Brasil da variante Ômicron

Homem de 41 anos e a mulher dele, de 37, são os pacientes considerados os primeiros casos da nova cepa no país

  • São Paulo | Do R7

Coronavírus: variante causa apreensão

Coronavírus: variante causa apreensão

Pixabay

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo confirmou nesta terça-feira (30) os dois primeiros casos detectados no Brasil da nova variante do vírus causador da Covid-19, chamada Ômicron. A confirmação foi feita após sequenciamento genético no laboratório do Hospital Israelita Albert Einstein.

A informação havia sido confirmada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e por fontes do Ministério da Saúde ouvidas pelo R7.

Os casos dizem respeito a um casal, um homem de 41 anos e a mulher dele, de 37, que viajavam da África do Sul. Ambos tiveram resultado positivo em exames de PCR coletado no laboratório do Einstein instalado no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

O exame inicial (PCR) foi feito no dia 25 de novembro, e os dois apresentavam sintomas leves na ocasião. Diante do diagnóstico positivo, o casal foi orientado a permanecer em isolamento domiciliar. Ambos estão sob monitoramento das vigilâncias estadual e municipal de São Paulo, juntamente com familiares.

Paralelamente, o Instituto Adolfo Lutz trabalha no sequenciamento genético do caso comunicado à vigilância estadual no domingo (28). O passageiro com origem da Etiópia não apresentava sintomas e, por ter visitado a África do Sul, buscou a testagem no aeroporto de Guarulhos, cidade onde reside. Ele segue em isolamento desde o desembarque e é monitorado pela vigilância do município.

Em nota, a Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo destacou que o governo federal não exige comprovante de vacinação contra covid-19 de viajantes estrangeiros para entrada no país.

Últimas