São Paulo SP inicia aplicação de dose de reforço em adolescentes com problemas no sistema imune

SP inicia aplicação de dose de reforço em adolescentes com problemas no sistema imune

Segundo prefeitura, medida contra Covid-19 entrou em vigor nesta sexta-feira (11) e grupo já pode procurar os postos de vacinação

  • São Paulo | Do R7

Cidade de SP inicia aplicação de dose de reforço em adolescentes imunossuprimidos

Cidade de SP inicia aplicação de dose de reforço em adolescentes imunossuprimidos

ROBERT GHEMENT/EFE/EPA - 2.6.2021

Adolescentes entre 12 e 17 anos com problemas no sistema imune, inclusive gestantes e puérperas nesta faixa etária, já podem receber a dose adicional da vacina contra a Covid-19 na cidade de São Paulo. Também está autorizada a aplicação da segunda dose de reforço em adolescentes imunossuprimidos.

Nesta sexta-feira (11) teve início a campanha nos postos de saúde. Podem receber a dose adicional os adolescentes que tomaram a segunda dose da Pfizer há pelo menos oito semanas (56 dias). Já para a segunda dose adicional, o jovem precisa ter tomado a primeira dose de reforço da Pfizer há pelo menos quatro meses ou 122 dias.

O grupo precisa apresentar comprovante de vacinação e da condição de risco (exames, receitas, relatório ou prescrição médica) contendo o CRM do médico e com até dois anos de emissão. 

É considerada pessoa com alto grau de imunossupressão quem tem: imunodeficiência primária grave; faz quimioterapia para câncer; transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas em uso de drogas imunossupressoras; com HIV/Aids; uso de corticóides em doses maiores de 20 mg/dia de prednisona ou equivalente por mais de 14 dias; uso de drogas modificadoras da resposta imune; autoinflamatórias, doenças intestinais inflamatórias; pacientes em hemodiálise; e pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas.

Também podem ser vacinadas com a segunda dose adicional as pessoas com alto grau de imunossupressão a partir de 18 anos que tomaram a primeira dose de reforço há pelo menos quatro meses. Em adultos, a medida ocorre independentemente do imunizante aplicado.

A cidade de São Paulo segue com a aplicação de doses contra a Covid-19 nos megapostos e drive-thrus, das 8h às 17h, e nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e AMAs (Assistências Médicas Ambulatoriais)/UBSs Integradas, das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira.  Aos sábados e domingos a vacinação ocorre em postos pré-determinados.

Últimas