São Paulo SP: professor é acusado de assédio sexual a aluna em aula online

SP: professor é acusado de assédio sexual a aluna em aula online

William Tristão afirmou que o pedido para estudante abrir a câmera depois dela relatar que estava pelada não passou de uma brincadeira

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

O professor de direito da faculdade Municipal de Direito de Franca, William Tristão, se defendeu das acusações de assédio após ser flagrado durante uma aula pedindo a uma aluna que abra sua câmera, mesmo após ela falar que estava pelada (veja o vídeo abaixo). "Foi uma relação entre duas pessoas que se respeitam e tem liberdade para esse tipo de brincadeira", disse à Record TV

undefined

undefined

Reprodução/Record TV

Na entrevista, o professor também reclamou de ter tido sua imagem exposta  na internet depois da aula. A polêmica surgiu depois que o trecho da aula onde o assédio teria ocorrido foi postado nas redes sociais. As imagens mostram o professor, com sua câmera ligada, tentando convencer uma aluna a também ligar sua câmera e se mostrar.

O professor insiste e a aluna explica o motivo de não aparecer: "é porque eu ia tomar banho e estou sem roupa". "Tá de sacanagem comigo, você fala isso no meio da aula", diz William, que logo depois fala que daria "0,5 ponto" para a aluna caso ela se mostrasse.

A aluna volta a recusar e começa a fazer uma pergunta sobre o conteúdo da aula, mas é interrompida."Vitória, me provocou, tá?", diz o professor. Alguns alunos afirmaram, sob anonimato, que ainda antes do final da aula o William ameaçou prejudicar os estudantes que revelassem o caso.

Um procedimento interno vai ser aberto na faculdade para apurar o fato e ouvir todos os envolvidos nos próximos dias.

Últimas