São Paulo SP tem denúncias de aglomeração e festas nas zonas sul, leste e norte 

SP tem denúncias de aglomeração e festas nas zonas sul, leste e norte 

Brasilândia e Pirituba, na zona norte, Cidades Tiradentes, na zona leste e Parque Rebouças, na região sul têm festas

  • São Paulo | Edilson Muniz e Emerson Lucas, da Agência Record

Aglomeração em baile funk na Brasilândia

Aglomeração em baile funk na Brasilândia

Reprodução/Record TV

A cidade de São Paulo registrou denúncias de aglomerações e festas em quase todas as regiões. Moradores da Brasilândia e Pirituba, na zona norte, Cidades Tiradentes, na zona leste e Parque Rebouças, na região sul da capital paulista flagraram jovens sem máscaras, motos com passageiros sem capacete, música alta, consumo de bebidas alcoólicas.

A Polícia Militar afirmou que atua em todo o estado por meio das Operações "Paz e Proteção", realizadas principalmente nos finais de semana para coibir a aglomeração de pessoas para a formação de "pancadões" e impedir práticas delituosas em locais públicos.

No período de pandemia, a polícia informou orientar a população para evitarem aglomeração respeitando a recomendação legal, conforme o serviço ou estabelecimento comercial, e região estadual.

Na zona leste de São Paulo, foram flagrados diversos bailes durante a madrugada desta segunda-feira (25). Os registros são feitos em locais como a rua Cachoeira Morena, a rua Professor Theotônio Pavão e Edson Danillo Dotto, todas na região da Cidade Tiradentes.

Em todos os flagrantes, os jovens se aglomeram desrespeitando o distanciamento social e consumindo bebidas alcoólicas sem a utilização de máscaras. Além dos problemas com a pandemia, moradores da região denunciam o alto volume do som.

Em contato com a Polícia Militar, os agentes informaram que há muitas solicitações na região, mas que o efetivo policial é extremamente baixo e não consegue enviar viaturas para todos os chamados, ainda mais com os bailes já instalados e com a quantidade de jovens no local.

Zona sul

Moradores do Parque Rebouças, na zona sul de São Paulo denunciam um baile funk na região durante a noite deste domingo (24) e a madrugada do de segunda-feira (25).

Segundo a denunciante, o baile ocorre na ra Clodoaldo Pedroso, no bairro da zona sul da capital e acontece em todos os domingos. A polícia chega a ser acionada, mas com o baile já instalado não conseguem dispersar os jovens.

As imagens mostram que os frequentadores não se preocupam com o distanciamento social tampouco com o uso de máscaras, para tentar conter o avanço do virus que, só no estado de São Paulo, já matou 51.502 pessoas.

Zona norte

Uma moradora da Brasilândia reclama de outro baile funk na rua Padre Achilles Silvestre, zona norte de São Paulo. A mulher relatou que sábado (23) o baile foi até às 4h da madrugada, e neste domingo (24) recomeçou às 19h. Ela afirma que a festa é recorrente: todo final de semana tem aglomeração.

A moradora declarou que na época da eleição, sempre que fazia a denúncia, a polícia ia até o local e acabava com a festa irregular. O 74° DP de Jaraguá é o responsável pela região.

Últimas