Suposto líder do PCC é preso em motel na Baixada Santista

Suposto representante da facção criminosa no litoral paulista estava foragido há dois anos. Segundo a polícia, ele não ofereceu resistência à prisão

Policiais civis prenderam na última quarta-feira (25) o suposto líder da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) Adrian Jeferson Santos Silva Lima, conhecido como Pelicano, 25 anos, dentro de um motel em São Vicente, no litoral paulista.

Pelicano estava foragido da Justiça há dois anos. Ele é apontado pelas investigações como principal liderança da facção na Baixada Santista, tido como um dos redutos da organização criminosa.

Pelicano foi preso dentro de um motel

Pelicano foi preso dentro de um motel

Reprodução Record TV

O suspeito seria o responsável pela comunicação entre a cúpula do PCC, atualmente em presídios federais e, antes, na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, com o litoral paulista.

Leia também: Criminosos presos podem ter movimentado R$ 15 mi para o PCC

O suposto líder da facção estava em um hotel simples de São Vicente, acompanhado de uma mulher, quando foi surpreendido por policiais civis da DIG (Divisão de Investigações Gerais).

De acordo com a Polícia Civil, ele não ofereceu resistência à prisão e foi encaminhado para a cadeia pública do município. Ele deve permanecer no local até ser transferido para uma unidade penitenciária.