São Paulo Suspeito de atacar escolta da filha do prefeito de SP é identificado

Suspeito de atacar escolta da filha do prefeito de SP é identificado

Homem de 20 anos pilotava moto na tentativa de assalto. Veículo foi apreendido em garagem de prédio da Cohab na zona sul

  • São Paulo | Letícia Dauer, da Agência Record

Um dos suspeitos de atacar a equipe de segurança da filha do prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), foi identificado pela Polícia Civil na tarde desta quarta-feira (1). A moto usada no crime foi apreendida.

Jonathan Vicente Braga, de 20 anos, também conhecido como "22", estava pilotando a motocicleta durante a tentativa de assalto. Quando adolescente, ele já cometeu dois atos infracionais por furto e adulteração de sinal veicular.

O veículo estava escondido dentro de uma pequena garagem de um prédio da Cohab (Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo) na Favela da Paz, em Cidade Dutra, na zona sul da capital, segundo o delegado Fábio Baena, do Cerco da 6ª Delegacia Seccional.

A motocicleta também tem o chassi adulterado e provavelmente foi roubada ou furtada. A Polícia Civil ainda apura sua possível origem ilícita.

Reprodução/Record TV

Os moradores contaram aos policiais que um jovem conhecido como "22" dirigia a moto, que foi identificado logo depois como Braga.

Ainda de acordo com o delegado Baena, os criminosos não sabiam que as vítimas eram policiais que faziam escolta. Como a policial estava em pé, mexendo no celular, com a porta do carro aberto, eles viram a oportunidade de assaltá-la.

Um outro suspeito, que morreu no local, ainda não teve a identidade divulgada. 

Últimas