São Paulo Suspeito de coordenar PCC no centro de São Paulo é detido

Suspeito de coordenar PCC no centro de São Paulo é detido

Ao todo, 12 pessoas foram detidas por relação com o tráfico de drogas

'Coordenador' do PCC no centro de São Paulo é detido

Uma operação da Polícia Civil deteve, na manhã desta sexta-feira (10), 12 pessoas relacionadas com o tráfico de drogas e a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). Entre os detidos está João Castro, apontado pela polícia coordenador geral da região central, chamado pela organização de 'sintonia geral'.

Foram expedidos 16 mandados de prisão, dos quais 12 foram cumpridos. Além de Castro, conhecido como 'Jota', foram detidos dois disciplinas — espécie de braço direito do sintonia —, um deles indiciado por tortura devido a aplicação de tribunais do crime.

"Foram seis meses de investigação, em um trabalho de inteligência que inclui interceptação telefônica dos acusados. Temos gravações deles dando orientações e determinando condutas", comenta Amador Ricardo dos Santos, delegado do 1º DP (Sé), responsável pelo inquérito.

Santos diz que Jota será indiciado por tráfico de drogas, associação para o tráfico e organização criminosa. Foram apreendidos 7 kg de maconha e itens para a venda de drogas na região da Sé, Bixiga e Glicério. 

O R7 não conseguiu localizar a defesa de Jota. À polícia, ele negou envolvimento em atividades criminosas.

Leia mais notícias de São Paulo