São Paulo Suspeito de matar a menina Lara usou lan house para apagar fotos das redes sociais

Suspeito de matar a menina Lara usou lan house para apagar fotos das redes sociais

Polícia monitora passos de Wellington Galindo e constatou também que ele usou cartão de crédito para pagar contas

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Wellington Galindo, suspeito de matar a menina Lara

Wellington Galindo, suspeito de matar a menina Lara

Reprodução/Record TV

A polícia de São Paulo já sabe que o principal suspeito da morte da menina Lara Nascimento, Wellington Galindo de Queiroz, esteve em uma lan house para apagar fotos das redes sociais e teria usado o cartão de crédito para pagar algumas contas. Isso teria acontecido depois que o corpo da menina foi encontrado, no dia 19 de março, em Campo Limpo Paulista.

A investigação conseguiu rastrear o uso da internet pelo suspeito, que restringiu o acesso ao seu perfil em redes sociais, de modo a ter informações visíveis apenas para amigos.

A busca pelo suspeito segue também com investigações em outras frentes. Um sobrinho de Wellington e um comerciante foram ouvidos no DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) nesta semana. À polícia, o sobrinho disse que não está ajudando o tio na fuga. Já o comerciante teria transferido dinheiro para a conta de Wellington, mas isso aconteceu antes que a foto do suspeito fosse divulgada.

Durante todo esse tempo, quase um mês da morte da menina Lara, Wellington não teria saído de São Paulo. A polícia acredita que ele tenha voltado de Campo Limpo Paulista, onde teria cometido o crime, direto para a capital paulista, onde vivia com a companheira em um apartamento na zona norte.

A polícia vai pedir a prorrogação do pedido de prisão preventiva.

Últimas