São Paulo Suspeito de matar mulher e filho de 3 meses em Santa Catarina é preso em São Paulo

Suspeito de matar mulher e filho de 3 meses em Santa Catarina é preso em São Paulo

Homem, de 28 anos, afirmou à polícia que estava em Paulínia, no interior paulista, buscando uma clínica de reabilitação

  • São Paulo | Do R7*

Kelber Henrique Pereira, de 28 anos, confessou ter matado a companheira, Jéssica Ballock

Kelber Henrique Pereira, de 28 anos, confessou ter matado a companheira, Jéssica Ballock

Reprodução Record TV e Redes Sociais

Kelber Henrique Pereira, suspeito de matar a mulher de 23 anos e o filho de 3 meses, foi preso na noite da terça-feira (26) em Paulínia, no interior de São Paulo. Ele teria confessado à polícia que matou a companheira Jéssica Mayara Ballock, de 23 anos, e o filho mais novo, Théo Pereira de três meses.

O crime ocorreu no apartamento em que moravam em Blumenau, em Santa Catarina. Mãe e filho foram encontrados sem vida, com ferimentos no pescoço.

Segundo os investigadores da polícia, Kelber Henrique Pereira foi visto em Bragança Paulista, no interior de São Paulo, na noite da segunda-feira (25), onde morou antes de se mudar para o Sul do país. Os policiais fizeram diligências na noite desta terça (26) em Bragança, para tentar cumprir a prisão temporária contra o suspeito, determinada pela Justiça catarinense.

De acordo com a polícia, ao ser abordado ele desceu do veículo e se entregou. O suspeito disse que estava em Paulínia, no interior de São Paulo, para procurar ajuda em uma clínica de reabilitação.

Segundo a polícia, ele confessou o duplo assassinato, que ocorreu no fim de semana. No entanto, disse que estava sob efeito de drogas e não se lembrava como matou a mulher e o filho, disse apenas se lembrar de ter visto a casa suja de sangue.

O carro que o Kelber utilizou permaneceu apreendido. Nenhum familiar esteve presente na delegacia. Agora, o suspeito deve ser encaminhado para Blumenau, para que responda à justiça de Santa Catarina.

Depoimento à polícia

Em depoimento à polícia de São Paulo, Kelber disse participou de um churrasco na casa do sogro. "Meu sogro comprou cerveja, eu bebi, fazia tempo que eu não bebia antes, parei de beber, parei de usar droga, bebi bastante", afirmou. 

"Lá pra 00h, 1h da manhã a gente foi embora, me deu vontade de usar droga porque eu bebi. A hora que acabou a minha droga, eu não me recordo, não me lembro. Não sei, a única coisa que eu pensei foi pegar meu outro pequeno e levar na casa da avó", diz ele em depoimento.

A polícia disse que Kelber Pereira nasceu em Minas Gerais e que, no momento do crime, ele fugiu com um dos filhos, de quase 2 anos, e se escondeu em Bragança Paulista desde domingo. A polícia disse ainda ele teve contato a família dele no intuito de entregar o filho maior aos familiares.

* Com a colaboração de Gabriella Justo, da Record TV

Últimas