São Paulo Suspeito é preso e outro foge após sequestro de motorista de aplicativo em Osasco (SP)

Suspeito é preso e outro foge após sequestro de motorista de aplicativo em Osasco (SP)

Vítima havia parado para ligar para a esposa e foi surpreendida pela dupla. Mulher percebeu o crime pelo telefone e acionou a PM

  • São Paulo | Letícia Assis, da Agência Record

Motorista havia parado o carro na rua Antônio Bernardo Coutinho, quando foi abordado

Motorista havia parado o carro na rua Antônio Bernardo Coutinho, quando foi abordado

Google Street View

Um suspeito foi preso e outro conseguiu fugir após realizarem o sequestro de um motorista de aplicativo em Osasco, na região metropolitana de São Paulo, na noite de sexta-feira (9).

De acordo com a vítima, de 50 anos, ela estava no intervalo de mais uma corrida quando parou próximo a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Osasco, na rua Antônio Bernardo Coutinho, no centro do município, para ligar para sua esposa.

Enquanto estava estacionado, por volta das 20h30, segundos após a companheira atender a ligação, o homem foi abordado por dois suspeitos armados que anunciaram o sequestro.

Um dos envolvidos bateu com a arma no vidro do veículo e exigiu que o homem se deslocasse para o banco do passageiro. Com isso, os suspeitos entraram no carro e deram início ao sequestro.

Segundo o motorista de aplicativo, a dupla passou a dirigir em alta velocidade por diversas ruas dos municípios de Carapicuíba, Barueri e Jandira, todos na Grande São Paulo.

Durante o sequestro, os homens pediam informações das contas bancárias da vítima para a realização de transferências via Pix. Como a vítima não possuía dinheiro no banco, os sequestradores não conseguiram realizar nenhuma transação.

O condutor ainda chegou a ser ameaçado pelos dois, que apontaram a arma para sua cabeça e ameaçaram atirar caso ele tentasse pular do veículo em movimento.

Após cerca de duas horas fazendo a vítima refém, os suspeitos se deslocaram até a cidade de Itapevi, onde estacionaram em uma das vias.

A esposa da vítima, que estava em ligação com o marido no momento da abordagem, percebeu a ação criminosa e acionou a Polícia Militar, relatando o ocorrido.

Segundo o boletim de ocorrência, o carro utilizado pela vítima, um Hyundai HB20 preto, pertence à locadora de veículos Kovi, que foi acionada e, a pedido da mulher, bloqueou o automóvel.

O bloqueio aconteceu por volta das 22h50, enquanto os suspeitos e a vítima estavam na rua Nelson Ferreira da Costa, altura do número 55, no bairro Engenheiro Cardoso, em Itapevi.

Equipes do 5º Baep (Batalhão de Ações Especiais), da Polícia Militar, estavam em patrulhamento pela região quando avistaram o veículo com três pessoas dentro em atitude suspeita.

Os agentes decidiram pela abordagem e, no momento em que se aproximaram, o motorista e o homem no banco de trás desceram do carro e iniciaram uma fuga a pé em direções opostas.

Os policiais então se dividiram e correram atrás dos suspeitos, tendo sucesso em alcançar um deles, de 27 anos, que chegou a jogar na rua uma arma falsa que carregava.

Durante a fuga, ele ainda tentou se esconder dentro de um bar, momento em que chegou a arremessar uma garrafa de água contra os PMs, tentando resistir à prisão.

Ao retornarem para o veículo, os agentes localizaram a vítima, que contou sobre o sequestro. Segundo ele, nenhuma quantia foi levada de suas contas bancárias.

O suspeito detido foi encaminhado ao Pronto Socorro Central Itapevi ao alegar que havia se machucado durante uma queda de moto. Posteriormente, ele foi levado à delegacia onde teve a prisão em flagrante decretada.

A Polícia Civil ainda pediu pela prisão preventiva de Renato, que foi conduzido à carceragem da Delegacia de Cotia, onde aguarda o resultado da audiência de custódia. O outro envolvido conseguiu fugir.

O caso foi registrado como extorsão e resistência na Delegacia de Polícia de Itapevi.

Últimas