Saúde Anvisa: InCor não cumpriu etapas para teste de vacina em spray

Anvisa: InCor não cumpriu etapas para teste de vacina em spray

Nesta quarta-feira, agência corrigiu informação e afirmou que se tratou apenas de um erro de registro no sistema

  • Saúde | Do R7

Vacina ainda está em fase pré-clínica, afirma Anvisa

Vacina ainda está em fase pré-clínica, afirma Anvisa

Pixabay

O pedido do InCor (Instituto do Coração da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo) para iniciar os testes em humanos de uma vacina anti-Covid em spray foi enviado à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), "por uma via de submissão equivocada", informou o órgão regulador nesta quarta-feira (27).

Ontem, a agência chegou a divulgar uma nota afirmando que não havia pedido para início dos ensaios clínicos e que a vacina ainda estava em estágio pré-clínico, que foi refutado pelo InCor. 

A forma como os documentos foram apresentados, segundo a Anvisa, "inviabiliza a avaliação por parte dos especialistas responsáveis". 

Os técnicos, então, entraram em contato com o InCor para que fossem prestados os esclarecimentos necessários e a correção do equívoco.

O InCor reiterou que o pedido foi feito em 21 de outubro. "No final da tarde de terça-feira (26/10), o Instituto foi informado pela Agência da necessidade de alteração no código de registro da documentação no sistema do site. [...] Com essa orientação, o InCor registrará um novo protocolo nesta quarta-feira (27)", acrescentou em nota.

Últimas