Café pode ajudar a amenizar efeitos da cocaína, diz estudo

Cafeína pode bloquear as mudanças no cérebro que são associadas ao uso da droga

Cafeina regula os níveis de adenosina no organismo

Cafeina regula os níveis de adenosina no organismo

Reprodução

O café pode ajudar a aliviar os efeitos da cafeína no organismo. A afirmação é resultado de um estudo realizado em Nova Iorque, nos Estados Unidos. De acordo com os pesquisadores, a cafeína pode bloquear as mudanças no cérebro, que estão associadas ao uso da droga, como alteração do ciclo hormonal nas mulheres.

Segundo os pesquisadores, mulheres que usam cocaína têm o ciclo menstrual modificado e alteração do nível de estrogênio ― hormônio sexual feminino. Pesquisas anteriores já mostraram que quanto maior os níveis de estrogênio, mais suscetíveis à cocaína as mulheres se tornam.

De acordo com Patricia Broderick, editora-chefe do Journal of Research Caffeine e principal autora do estudo, a pesquisa apontou que a cafeína ajuda a restaurar o ciclo menstrual.

― Resultados assim só foram observado após a administração da substância [cafeína]. Esse é apenas a ponta de um trabalho que nunca foi realizado antes.

Ministério da Saúde estuda distribuir risperidona a usuários de crack e cocaína

Efeito da cocaína no corpo

Segundo a editora-chefe, a cocaína estimula o lançamento do hormônio dopamina no cérebro, o que cria uma sensação de euforia e de recompensa, o que pode levar ao vício.

― A cafeína, por sua vez, atua no sistema da adenosina, que está envolvido no controle do sono e no estado de vigília. Assim, a adenosina acaba regulando os níveis de dopamina no cérebro e, como consequência, diminui os sintomas do vício da droga.

Últimas