Saúde Cerca de 920 mil pessoas vivem com HIV no Brasil, segundo o ministério

Cerca de 920 mil pessoas vivem com HIV no Brasil, segundo o ministério

Em 2019, país tinha quase 100 mil pessoas vivendo com o vírus da aids sem saber, de acordo com boletim epidemiológico divulgado nesta terça (1)

920 mil pessoas vivem com HIV no Brasil

920 mil pessoas vivem com HIV no Brasil

Freepik

O Brasil tem cerca de 920 mil pessoas vivendo com o vírus HIV, de acordo com o Boletim Epidemiológico HIV/Aids 2020, que reúne dados consolidados até o ano passado.

Dentre elas, 821 mil foram diagnosticadas (89%), 634 mil fazem tratamento com antirretrovirais (77%) e, destas, 597 mil (94%) não transmitem o HIV em relações sexuais por terem atingido carga viral indetectável.

"No ano de 2018, tínhamos 135 mil pessoas sem diagnóstico. Hoje, temos menos de 100 mil. Isso mostra que a gente está, cada vez mais, buscando o diagnóstico", afirmou o diretor do Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis, Gerson Fernando.

Leia mais: Crianças têm menos acesso ao tratamento para o HIV, diz Unicef

As informações foram apresentadas pelo Ministério da Saúde durante coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (1), Dia Mundial de Luta contra a Aids. Na ocasião, também foi lançada a campanha de prevenção ao vírus e à doença.

Em 2019, foram diagnosticados 41.919 infecções pelo HIV e 37.308 casos de Aids. Os jovens de 25 a 39 anos são os mais atingidos pela doença entre 2015 e 2019, foram 492,8 mil registros nessa faixa etária - sendo 52,8% do total de casos entre o sexo masculino e 48,4% entre o sexo feminino.

A taxa de detecção da Aids foi de 17,8. Já o coeficiente de mortalidade da doença foi de 4,1. Ambos são medidos a cada 100 mil habitantes.

Últimas