Saúde Coronavírus: por que suplementos e vitaminas não são solução?

Coronavírus: por que suplementos e vitaminas não são solução?

Especialistas alertam sobre uso desaconselhado de suplementação e pedem busca por nutricionistas a quem quer melhora no sistema imunológico

  • Saúde | Guilherme Padin, do R7

Suplementação, sem acompanhamento médico, pode ser prejudicial à saúde

Suplementação, sem acompanhamento médico, pode ser prejudicial à saúde

Freepik

As perguntas e incertezas das pessoas sobre o Covid-19 vêm crescendo exponencialmente, junto com a expansão do novo coronavírus pelo Brasil e pelo mundo. Uma das dúvidas é se há a possibilidade de se imunizar e combater o vírus com vitaminas e suplementação. A resposta é direta: não.

Segundo Alexandre Naime, infectologista e professor da Unesp (Universidade Estadual Paulista), não há vitamina que seja capaz de assegurar que uma pessoa não se contamine com o coronavírus – ou qualquer outro. “Não existe forma de se imunizar contra o coronavírus. Nenhum suplemento ou vitamina tem ação comprovada para proteção contra qualquer infecção e, muito menos, contra o coronavírus”, afirma Naime.

O médico cita o exemplo da vitamina C: “é um grande erro pensar que tomando vitamina C você impede essas infecções. Infelizmente algumas pessoas não desapegam desse uso”.

Viviane Laudelino Vieira, nutricionista e professora da FSP-USP (Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo), afirma que se deve ter cuidado na busca por vitaminas e suplementos.

“É controversa a ideia de que, quanto mais vitaminas, melhor. Em muitas situações, o excesso de vitaminas é eliminado pelo corpo através da urina. Em outros, pode trazer efeitos adversos”, explica a especialista, que avisa: “As pessoas somente devem consumir suplementos mediante prescrição de profissional da saúde.”

Para se combater o coronavírus, a forma mais eficaz continua sendo a higiene, como lembra Naime: “Como prevenir? Evitando aglomerações e contato com pessoas doentes, em primeiro lugar. Em segundo, sempre fazer higiene das mãos e dos objetos que se tenha contato.”

O médico explica que, com uma boa alimentação, é possível ter os nutrientes necessários para a saúde sem precisar recorrer a vitaminas ou suplementos. “Recomendamos a todos uma dieta equilibrada, se possível, montada por um nutricionista. Assim não será preciso recorrer a suplementos”, aconselha.

E o isolamento social decorrente do novo coronavírus não deve impedir a busca por esses atendimentos com nutricionistas. Isto porque as consultas não presenciais estão liberadas até 31 de agosto, após decisão do CFN (Conselho Federal de Nutricionistas).

Últimas