Saúde Diarreia e dor de barriga podem ser sinais de verme. Saiba como evitar

Diarreia e dor de barriga podem ser sinais de verme. Saiba como evitar

Parasitas entram no organismo após ingestão ou contato com alimentos ou água contaminada com fezes humanas, explica médico

  • Saúde | Fernando Mellis, do R7

Tratamento é feito com o uso de remédios específicos

Tratamento é feito com o uso de remédios específicos

Freepik

Moradores de regiões com saneamento básico precário estão mais sujeitos a adquirir vermes e protozoários que causam desde diarreia e dor de barriga até convulsões.

A contaminação se dá por meio da ingestão de água ou alimentos que tiveram contatos com fezes humanas, explica o médico gastroenterologista Ricardo Barbuti, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo.

"Qualquer alimento que não tenha sido bem lavado pode transmitir verminose ou protozooses. Normalmente, existe contaminação com água de esgoto ou solo contaminado com fezes humanas."

Leia também: Ameba que come cérebro mata menina de 10 anos nos EUA

Pessoas que utilizam poço devem fazer controle periódico da água, segundo o gastroenterologista. "É comum em alguns lugares que o lençol freático seja contaminado por fossas."

Os vermes são ingeridos adultos, lavas ou até mesmo os ovos, o que dificulta que sejam vistos em alguns tipos de alimentos. Por isso, Barbuti recomenda que a higienização seja feita da maneira correta.

"Precisa lavar em água corrente para tirar as larvas e ovos mecanicamente", explica, ao ressaltar que soluções de esterilização funcionam mais para os protozoários. Ele também recomenda que se ferva a água se não houver certeza de que é segura para consumo.

"Os sintomas das verminoses e protozooses são parecidos e incluem desconforto abdominal, cólica, diarreia. Alguns protozoários, como a ameba, podem provocar uma diarreia com pus e sangue. Já a giardíase causa dor de estômago e diarreia", afirma o médico.

Segundo ele, alguns tipos de protozoários logo após a contaminação passam pelo pulmão, o que desencadeia em algumas pessoas uma crise parecida com a de asma.

Outro problema comum em regiões com saneamento básico precário é a esquistossomose, causada pelo parasita Schistosoma mansoni. Popularmente, a doença é conhecida como barriga d'água.

Saiba mais: Banheira de hidro com bactéria infecta 120 pessoas e mata uma

Diferentemente dos outros, esse verme entra no organismo pela pele e atinge o intestino. Pessoas infectadas podem passar anos com a doença, que é mais comum na região Nordeste e no norte de Minas Gerais.

As complicações incluem fibrose do fígado e aumento da pressão nas veias que levam sangue do intestino para o fígado. O parasita também pode atingira a bexiga, causando úlceras e sangramento na urina.

Carne crua

Comer carnes bovinas e suínas mal-cozidas ou cruas pode fazer com que o indivíduo seja contaminado por um verme bastante conhecido: a tênia. Além de diarreia e desconforto abdominal, em casos mais graves, a tênia causa obstrução intestinal, sendo necessária cirurgia de emergência.

Se a pessoa ingerir os ovos da tênia, existe risco de problemas de saúde graves. Isso porque os ovos eclodem no intestino e liberam pequenas esferas, chamadas de oncosferas.

Do intestino, elas são transportadas pela corrente sanguínea para os músculos, cérebro, fígado e outros ovos, onde se desenvolvem cistos. Os cistos no cérebro causam a cisticercose, cujos sintomas variam desde fortes dores de cabeça até convulsões.

O tratamento para qualquer tipo de verme e protozoário é feito com medicamentos. O gastroenterologista diz que tomar remédio de vermes anualmente é recomendado apenas para crianças que vivem em regiões onde existe mais risco. 

Alimentos de origem animal são mais propensos a ter superbactérias:

Últimas