Saúde Entenda a doença que levou Marcos Oliveira, ator do Beiçola, a pedir dinheiro para cirurgia no Instagram

Entenda a doença que levou Marcos Oliveira, ator do Beiçola, a pedir dinheiro para cirurgia no Instagram

Artista tem uma fístula entre a próstata e a uretra que causa infecções urinárias frequentes e prejudicam a saúde dele, além de estar com glicemia alta

  • Saúde | Do R7

Marcos Oliveira precisa de ajuda também para pagar comida e contas de rotina, como aluguel

Marcos Oliveira precisa de ajuda também para pagar comida e contas de rotina, como aluguel

Montagem R7/Reprodução Instagram

O ator e comediante Marcos Oliveira, o intérprete do Beiçola, surpreendeu os fãs e seguidores no último fim de semana ao postar em sua conta no Instagram um vídeo pedindo dinheiro para suas contas do dia a dia e juntar dinheiro para fazer uma cirurgia de fístula na uretra.

Em dezembro de 2021, ele chegou a ser internado no setor de urologia do Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro do Rio, com uma infecção urinária devido a uma fístula entre a próstata e a bexiga.

O urologista Alex Meller, da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e do Hospital Israelita Albert Einstein, explica que a fístula é "uma comunicação entre dois sistemas, que normalmente não existe".

O corpo cria, de forma natural, uma comunicação anômala. "Quando falamos em comunicação entre a bexiga e a próstata mostra que ali apareceu um trajeto comunicando dois sistemas de uma forma patológica e não fisiológica", informa o médico.

São três as causas do aparecimento dessa ligação indesejada no organismo. A primeira delas é consequência de cirurgias prévias que não cicatrizam corretamente e acabam formando os caminhos.

A segunda é a formação de abcessos após a inflamação dos tecidos. O especialista compara a situação com uma espinha. "Ela vai inflamando, inflamando o tecido até romper a parte desse tecido e drenar o líquido. Imagine um abcesso dentro do corpo que está encostado em dois órgãos e ele vai inflamando, inflamando até que se rompe e, com isso, ele vai comunicar os órgãos que estão envolvidos nisso", diz Meller.

O terceiro motivo para a formação das fístulas são as questões congênitas. "A pessoa tem desde que nasceu e, em algum momento da vida, dá problema", conta o urologista. Todavia, é mais raro em idosos e o ator está com 69 anos.

Seja qual for a causa das fístulas, se não operadas, elas podem causar infecções crônicas nos pacientes. Isso a médio e longo prazo é prejudicial à saúde.

Segundo o urologista, a cirurgia do ator não é simples devido à localização do problema. "Reto, bexiga, uretra e próstata ficam em uma posição no corpo que é extremamente complexa de acessar. É uma cirurgia difícil. Às vezes fecha a passagem que foi criada pela natureza, mas acaba desenvolvendo outra. Ou seja, o buraco não fecha ou ele acaba aparecendo em outro lugar, é o que chamamos de recidiva, que tem uma taxa alta, porque estamos tratando um tecido que está inflamado e não cicatriza muito bem", lamenta Meller.

Outro agravante da saúde de Marcos Oliveira é que ele tem diabetes e, segundo contou no vídeo da rede social, o nível de açúcar no sangue dele está alto. Isso não interfere diretamente na fístula, mas tem efeitos negativos.

"A diabetes facilita infecção, se a causa da fístula é infecciosa vai facilitar ainda mais. Outra coisa é que a diabetes deixa a cicatrização comprometida e, às vezes, essas cirurgias não dão certo exatamente por isso", explica o médico.

Assim que Oliveira publicou o pedido de ajuda, outros artistas se comprometaram a ajudá-lo. A apresentadora Tatá Werneck está contribuindo com pagamento de consultas médicas e com um plano de saúde para ele. 

Últimas