Saúde Entenda a síndrome neurológica rara que debilita a saúde da cantora Céline Dion

Entenda a síndrome neurológica rara que debilita a saúde da cantora Céline Dion

Condição tem características de doença autoimune e causa espasmos musculares, além de outros sintomas

  • Saúde | Do R7

Artista luta para manter atividades diárias, incluindo continuar a cantar

Artista luta para manter atividades diárias, incluindo continuar a cantar

Reprodução/Instagram

A cantora canadense Céline Dion, de 54 anos, revelou em suas redes sociais que sofre com uma condição rara chamada de síndrome da pessoa rígida, ou SPR. Entre os sintomas que estão debilitando a saúde dela estão os espasmos.

"Infelizmente, esses espasmos afetam todos os aspectos da minha vida diária, às vezes causando dificuldades quando ando e não me permitindo usar minhas cordas vocais para cantar do jeito a que estou acostumada", desabafou.

A própria cantora contou que a doença atinge uma em 1 milhão de pessoas. A SPR afeta duas vezes mais mulheres do que homens.

Segundo o Manual MSD de Diagnóstico e Tratamento, "a síndrome da pessoa rígida é uma doença do sistema nervoso central que causa rigidez e espasmos musculares progressivos".

O Ninds (Instituto Nacional de Distúrbios Neurológicos e Derrame) dos Estados Unidos ressalta que a síndrome tem "características de uma doença autoimune", ou seja, é incurável.

Pacientes com SPR podem experimentar rigidez muscular flutuante no tronco e nos membros, sensibilidade aumentada a estímulos, como ruído, toque e estresse emocional, que desencadeiam em algumas ocasiões os espasmos.

"As pessoas com SPR podem ser muito incapacitadas para andar ou se mover, ou têm medo de sair de casa porque os ruídos da rua, como o som de uma buzina, podem desencadear espasmos e quedas", descreve o órgão americano.

As causas da síndrome ainda não são totalmente conhecidas por cientistas, mas acredita-se que que ela seja resultado de uma resposta autoimune — quando o próprio corpo se ataca — no cérebro e na medula espinhal.

O diagnóstico é feito por um médico neurologista com base nos sintomas e em um exame de sangue que mede o nível de DAG (descarboxilase do ácido glutâmico), "um anticorpo que funciona contra uma enzima envolvida na síntese de um importante neurotransmissor no cérebro", segundo o Ninds.

A SPR tem afetado também a vida profissional de Céline Dion, que lamentou estar com dificuldade para cantar. Ela passa por tratamento fisioterápico diário.

O Manual MSD inclui o uso de alguns medicamentos para aliviar os sintomas, como o diazepam, que tem como objetivo diminuir a rigidez muscular. Também pode ser indicado o tratamento com imunoglobulina IV.

Últimas