Saúde Entenda as possíveis causas do soluço persistente de Jair Bolsonaro

Entenda as possíveis causas do soluço persistente de Jair Bolsonaro

Médico diz que investigação deve ser maior no presidente graças às cirurgias feitas após facada recebida em setembro de 2018

  • Saúde | Carla Canteras, do R7

Bolsonaro vai ficar em observação por até 48 horas devido ao soluço persistente

Bolsonaro vai ficar em observação por até 48 horas devido ao soluço persistente

Alan Santos/Divulgação Palácio do Planalto - 13.7.2021

O presidente Jair Bolsonaro está internado desde às 5h da manhã, desta quarta-feira (14), no HFA (Hospital das Forças Armadas), em Brasília, para fazer exames para descobrir o motivo dos soluços constantes que vem apresentando, conforme anunciou a Secretaria Especial de Comunicação Social.

Bolsonaro ficará em observação por até 48 horas, mas não necessariamente no hospital. O presidente já vinha reclamando do problema desde o começo do mês. Por exemplo, em 9 de julho, falou a apoiadores em frente ao Palácio do Alvorada. "Estou há sete dias soluçando e tenho dois discursos hoje e um amanhã, portanto não vou falar muito. Estou poupando aqui falar."

De acordo com o médico André Augusto Pinto, cirurgião geral e cirurgião bariátrico da Clínica Gastro ABC, os soluços persistentes normalmente são gerados por refluxo. "O soluço é uma contração involuntária, intermitente e espasmódica do diafragma e dos músculos intercostais. Os soluços constantes podem ter várias causas e origens e geralmente estão relacionados ao refluxo e a irritação do diafragma e do nervo frênico [nervo que se origina no pescoço e passa entre o pulmão e o coração para alcançar o diafragma]. Geralmente acometem homens idosos e do sexo masculino", explica o Augusto Pinto.

O especialista afirma que, no caso de Bolsonaro, a atenção deve ser ainda maior devido às cirurgias feitas após a facada recebida em setembro de 2018, durante a campanha eleitoral. "É fundamental a investigação do abdome com tomografia ou ressonância de abdome, pois no caso do presidente, devido a múltiplas cirurgias abdominais que já foi submetido podem ocorrer casos de hérnias internas, aderências do intestino, causando obstrução intestinal, podendo levar a soluços e também vômitos persistentes, além de dor e distensão abdominais", alerta o cirurgião.

Jair Bolsonaro passou por sete cirurgias abdominais e afirmou aos apoiadores que poderia ser operado novamente de uma hérnia.


Os soluços persistentes causam problemas na saúde do paciente, conforme explica André Pinto. "Eles podem levar a vários efeitos adversos com desfechos graves como perda de peso, desnutrição, insônia, fadiga, stress mental, dor abdominal e prejuízo para a qualidade de vida do paciente", conta ele.

O especialista acrescenta ainda que a decisão de passar por avaliação médica é acertada: "os soluços persistentes não são comuns, se persistirem por mais de 48 horas há necessidade de investigação", diz André.

O tratamento do problema constante é feito a partir do diagnóstico da causa dos soluços. "No caso do presidente Jair Bolsonaro, precisa ser feito exames como endoscopia, para saber se não há uma obstrução da passagem dos alimentos pelo estomago e início do intestino delgado. O tratamento vai depender da identificação de sua causa", ressalta o cirurgião bariátrico.

O médico salienta a diferença do problema apresentado por Bolsonaro com os soluços esporádicos, que são comuns: "Os esporádicos podem ser causados pela hiper distensão gástrica (comer em excesso), pela ingestão de bebidas gasosas, principalmente junto com as refeições, tabagismo e mascar muito chiclete causando aerofagia. Nesses casos o tratamento é comer pequenas quantidades de comida, comer devagar, não tomar líquidos com as refeições; porém esses sintomas de soluços são somente pós alimentares e autolimitados", observa ele.

Últimas