Saúde Equador registra a primeira morte por varíola do macaco

Equador registra a primeira morte por varíola do macaco

Este é o sétimo óbito após infecção pelo vírus monkeypox registrado no surto atual da doença; Brasil tem mais de 2.100 casos confirmados da infecção e uma morte

  • Saúde | Do R7

NIAID

O MSP (Ministério da Saúde Pública) do Equador confirmou, nesta segunda-feira (8), a primeira morte de um paciente diagnosticado com varíola do macaco no país. De acordo com as informações divulgadas, o homem morreu em decorrência de uma patologia preexistente.

Este é o sétimo óbito após infecção pelo vírus monkeypox registrado no surto atual da doença. As outras mortes foram registradas no Brasil (1), Índia (1), Espanha (2), Peru (1) e Gana (1). 

No Brasil, o total de casos confirmados de varíola do macaco ultrapassou a marca de 2.100, e a transmissão já é considerada comunitária nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, o que significa que qualquer pessoa pode ser infectada pelo vírus monkeypox, não só aquelas que tiveram contato com indivíduos que estiveram em viagem recente a países onde há surto da doença.

Estou com sintomas de varíola do macaco, o que devo fazer? Tire esta e outras dúvidas: 

Últimas