Saúde Hepatite misteriosa leva dezenas de crianças a hospitais na Europa; OMS investiga casos

Hepatite misteriosa leva dezenas de crianças a hospitais na Europa; OMS investiga casos

Seis pacientes precisaram de transplante de fígado; exames não apontam nenhum dos vírus conhecidos por causar a doença

AFP
  • Saúde | por AFP

Reino Unido registrou ao menos 74 casos de hepatite de origem desconhecida em crianças

Reino Unido registrou ao menos 74 casos de hepatite de origem desconhecida em crianças

ANDY RAIN/EPA/EFE

A OMS (Organização Mundial da Saúde) monitora de perto as dezenas de casos de hepatite de origem desconhecida em crianças no Reino Unido, Espanha e Irlanda, alguns precisando de transplante de fígado, segundo comunicado emitido nesta sexta-feira (15).

O Reino Unido registrou dez casos de hepatite grave na Escócia em 5 de abril, saldo que subiu para 74 três dias depois, de acordo com a OMS, que espera que novos casos venham à tona nos próximos dias.

Alguns dos afetados tiveram que ser transferidos para serviços especializados em doenças do fígado, e seis crianças precisaram de transplante, detalhou a OMS.

Além disso, pouco menos de cinco casos (possíveis ou confirmados) foram relatados na Irlanda e três na Espanha, explicou a OMS. Mas nenhuma morte foi registrada.

Essa hepatite afeta principalmente crianças com menos de 10 anos de idade e manifesta-se por sintomas como icterícia (amarelecimento da pele), diarreia, vômitos e dor abdominal.

Os vírus habituais da hepatite (A e E) não apareceram nas crianças afetadas. As autoridades de saúde britânicas informaram recentemente que estavam examinando a hipótese de um tipo de vírus — adenovírus — e demais causas, como Covid-19, outras infecções ou fatores ambientais.

No entanto, eles descartam qualquer vínculo com a vacina contra Covid, já que nenhum dos casos no Reino Unido a recebeu.

Últimas